WEBINAR CORONAVIRUS NOS ESGOTOS

 



Monitoramento de esgoto contra a Covid-19

O projeto-piloto Monitoramento COVID Esgotos implantado nas bacias do Arrudas e do Onça, em Belo Horizonte e Contagem (MG), detectou a presença do novo coronavirus em 100% das amostras coletadas, no período entre 8 e 12 junho.

O estudo visa identificar as regiões onde há maior ocorrência do vírus para que recebam mais atenção por parte dos profissionais da área de saúde. O monitoramento e análise fornecem importantes informações epidemiológicas, podendo, inclusive, atuar como um teste Covid-19 para uma população inteira.

O resultado indicou que nesse período mais de 50 mil pessoas na capital estavam contaminadas pelo vírus da Covid-19. O teste de efluentes desses sistemas de esgoto detectaram o RNA viral SARS-CoV-2. A carga viral identificada nas amostras coletadas indica que cerca de 2,5% de toda a população interligada aos sistemas de esgotamento e tratamento das bacias do Arrudas e do Onça está infectada.

Os resultados obtidos pelo projeto-piloto Monitoramento COVID Esgotos, e seus impactos na saúde pública, foram apresentados no ABES CONECTA, em 26 de junho, pelos coordenadores da pesquisa, Juliana Calábria e Carlos Chernicharo, do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em ETEs Sustentáveis (INCT) da UFMG.

Clique aqui ASSISTA.

ABES CONECTA COVID NOS ESGOTOS

Leia também: RMBH vai mapear coronavirus no esgoto



 

 

 

 

Notícias