EFICIÊNCIA ENERGÉTICA NO SANEAMENTO

No segundo dia do 6º Seminário Nacional de Gestão de Perdas de Água e Eficiência Energética, realizado em Belo Horizonte, o presidente da ABES-MG, Rogério Siqueira, propôs uma parceria à Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) para a elaboração de projetos de eficiência energética dos sistemas de saneamento. No dia 16 de outubro, o painel sobre eficiência energética, moderado por ele, recebeu a engenheira da Cemig, Aline Pimenta Martins, e o engenheiro elétrico, Sérgio Queiroz, que é gerente de automação e comunicações da companhia de saneamento de Juiz de Fora (Cesama).

Aline Martins 6º Seminário Nacional de Gestão de Perdas de Água e Eficiência Energética da ABES

Aline Martins falou sobre as chamadas públicas e a oportunidade que elas representam para o setor de saneamento, reduzir o consumo de energia elétrica e aumentar sua eficiência. “Por meio de melhorias e adequações necessárias em seus sistemas as concessionárias podem reduzir significativamente seus custos com energia elétrica”, disse. A Chamada Pública de 2019 prevê a destinação de R$ 50 milhões aos projetos aprovados, conforme critérios estabelecidos pelo edital publicado no site da Cemig e pela Aneel.

Em seguida, Sérgio Queiroz, compartilhou a experiência do programa de eficiência energética adotado pela Cesama. Após apresentar os resultados positivos obtidos no sistema ele contou com orgulho que a empresa enviou uma proposta de projeto de eficiência Energética para a chamada pública da Cemig e foi habilitada. “Todos os esforços têm o objetivo de melhorar as instalações. E otimizar o uso da energia é fundamental para reduzir custos”, defendeu.

Sergio Queiroz - 6º Seminário Nacional de Gestão de Perdas de Água e Eficiência Energética da ABES

Após as apresentações, Rogério destacou a dificuldade técnica como principal obstáculo a apresentação de projetos de qualidade. “Falta capacidade técnica para produzir bons projetos e pleitear esse e outros recursos. Os municípios menores enfrentam grande dificuldade nesse aspecto e a ABES tem por premissa trabalhar nisso”, afirmou.

No intuito de mudar esse quadro, Rogério convidou a Cemig a construir uma parceria com a ABES-MG para ministrar cursos de capacitação para os profissionais das cidades do interior. “A ABES está aberta e convido a Cemig a envolver-se com o saneamento. Podemos realizar juntos um curso de como apresentar um bom projeto à Cemig, de modo que as demandas sejam melhores e em maior quantidade. Além disso, também dar consultoria às cidades, por meio da capacitação dos nossos profissionais associados, para que esses projetos possam ser levados à diante e receber os recursos para sua implantação”, disse.

Rogério Siqueira 6º Seminário Nacional de Gestão de Perdas e Eficiência Energética da ABES

“Como bem frisou o Sergio, é preciso melhorar sempre. E, para isso, precisamos das academias, professores, associações e de estabelecer conversas e discussões como a que estamos tendo aqui hoje. Convido a Cemig para darmos as mãos e criarmos condições para que as empresas de saneamento possam pleitear esses recursos. Nossa grande luta é pela universalização do saneamento. Ao tornamos os sistemas mais eficientes, reduzindo os custos, temos mais recursos para atender mais pessoas. Afinal, para cada um real investido em saneamento a sociedade deixa de gastar outros quatro reais em saúde pública. Essa é nossa luta, a Abes está aberta e gostaríamos muito de fazer essa parceria. Vamos dar as mãos e começar”, finalizou.

Confira a galeria de fotos

 

Notícias