Abes-MG debate Congresso Nacional

O encontro "Ecos do Congresso" ressoou no dia 5 de dezembro, no auditório da Faculdade de Engenharia Ambiental da Fumec, em Belo Horizonte, os vários acontecimentos do 26º Congresso Brasileiro de Engenharia Sanitária e Ambiental realizado em Porto Alegre, no mês de setembro. Célia Rennó, presidente da Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental (Abes-MG) relatou as várias atividades ocorridas durante os cinco dias de Congresso. Relembrou o lançamento de seis publicações, dentre elas o livro que conta a trajetória da Associação, desde sua fundação. Falou sobre a disputa acirrada entre as equipes durante o Campeonato de Operadores, das visitas técnicas e da infinidade de produtos e tecnologias expostas na Feira Fitabes. Também foi apresentado o trabalho técnico vencedor e as moções e recomendações aprovadas pela Assembleia Geral da Abes. Dentre as propostas, a necessidade de discutir o Plano Nacional de Saneamento (PLANSAB), estimular medidas de aproveitamento do biogás gerado nas estações de tratamento de esgoto, estimular o reuso da água e o compartilhamento de informações entre as operadoras sobre a qualidade dos produtos químicos utilizados no de tratamento de água. Também deram suas contribuições os convidados Ronaldo Vasconcellos, José Antônio da Cunha Melo, Fábio Bianchetti e Marcos Rocha Vianna. Saiba mais sobre o Congresso Nacional da Abes.

 

Diversidade marca 26º Congresso da Abes


A 26ª edição do Congresso Brasileiro de Engenharia Sanitária e Ambiental recebeu em 2011 o maior número de trabalhos técnicos dos últimos anos. Foram 1738 inscritos, dos quais 709 foram apresentados oralmente. Segundo o professor Marcos Rocha Vianna, que participou da equipe técnica responsável pela avaliação e classificação dos trabalhos inscritos, foi muito positivo tanto o volume de trabalhos inscritos quanto a qualidade e a diversidade de atores. Vianna diz que isso mostra como a ABES tem conseguido maior capilaridade e alcançado importantes polos de conhecimento como Viçosa, Formiga, Uberaba, Uberlândia, Juiz de Fora, Itabira e Montes Claros. Entre os temas com maior número de trabalhos inscritos estão: efluentes sanitários e industriais 300, resíduos sólidos 227, água 158, recursos hídricos 159 e meio ambiente 124.

Notícias