JPS MINAS RENOVA COORDENAÇÃO

O Programa Jovens Profissionais do Saneamento (JPS) da ABES-MG está sob nova coordenação. Desde o início de julho, a engenheira ambiental Bárbara Aiala, assumiu os trabalhos, sucedendo a coordenação adjunta, composta por Larissa Marques; Paulo Bragança e Witan Silva.

BARBARA AIALA COORDENADORA DO JPS MG

Participante ativa do JPS, desde 2017, Bárbara ressalta que, assumir a coordenação nesse contexto de pandemia e isolamento social é um desafio e uma oportunidade singular. "Mas assumo com tranquilidade esse desafio pois tenho o apoio de uma grande profissional como vice-coordenadora, Manuela Proença.", disse. Seu foco será desenvolver atividades que mostrem à sociedade a relevância do saneamento e sua interface com a saúde. “Assumo a responsabilidade com alegria e certa de que será um grande aprendizado”, completa.

Bárbara já propôs a criação de dois grupos de pesquisa com as temáticas Resíduos Sólidos e Educação Ambiental, para a troca de ideias e desenvolvimento de materiais para publicação em redes sociais, palestras e cursos, por videoconferência. Também pretende dar continuidade às ações de educação ambiental para crianças e intensificar as parcerias com as universidades. Segundo ela, o JPS vem recebendo convites das universidades para participar de palestras e eventos online, ministrados nos horários de aula.

Conheça um pouco mais sobre a nova coordenadora Bárbara Aiala

A Engenheira Ambiental Barbara Aiala Silva possui graduação em Engenharia Ambiental pela Universidade FUMEC, mestranda em Engenharia Ambiental na área de Tecnologias Ambientais pela Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP). Sua linha de pesquisa é: “Avaliação do papel do lodo biológico de estações de tratamento de esgotos na disseminação ou no controle de agentes de resistência a antibióticos”.

Possui experiência no desenvolvimento de projetos e estudos em saneamento e recursos hídricos (modelação e estudos hidráulicos e hidrológicos). Foi instrutora do curso de EPANET, criado em parceria com o professor Dr. Marcos Rocha Vianna. É atuante no JPS-MG desde 2017, contribuindo no desenvolvimento de palestras, seminários, cursos, dentre outras atividades. Aprendeu muito durante esse tempo e agradece aos antigos coordenadores pelas trocas de experiências compartilhadas e pela confiança depositada ao a indicarem como coordenadora (Ana Takaesu, André Horta, Larissa Diniz, Paulo Bragança e Witan Silva).

Agora, como coordenadora do JPS-MG, desenvolveu dois grupos de pesquisa nas áreas de Resíduos Sólidos e Educação Ambiental. Além de ter promovido uma campanha solidária para arrecadação de agasalhos e alimentos que foram destinados para pessoas em situação de rua.

Como é para você assumir a coordenação do JPS-MG?

Assumir a coordenação do JPS-MG, neste contexto de isolamento social, em meio a uma Pandemia que impactou o mundo inteiro é, com certeza um grande desafio, mas, também é uma oportunidade singular para desenvolver novas atividades e mostrar cada vez mais para a sociedade a relevância do saneamento e sua interface com a saúde. Assumo essa responsabilidade com muita alegria, pois sei da importância do saneamento para a sociedade. Além disso, o aprendizado que irei obter será ímpar, com um grupo excepcional de jovens profissionais do saneamento e uma mentoria de grandes profissionais da diretoria da ABES.

O que o JPS representa na sua carreira?

O JPS representa para mim desenvolvimento e crescimento profissional. O grupo possibilita troca de experiências profissionais, acadêmicas e sociais. Além disso, é um meio de contribuir como cidadã para o desenvolvimento do país, onde a sociedade compreenda e saiba dos seus direitos e deveres com o meio ambiente. Sendo viável difundir o conhecimento sobre o saneamento não apenas com profissionais do setor, mas com a sociedade como um todo. Como coordenadora, estou aprendendo e praticando como gerir pessoas e projetos e, isso é uma oportunidade única.

Quais são os planos para 2020 do JPS-MG e o que pode acrescentar para os jovens?

Assumi a coordenação em um período que é necessário adaptar todas as atividades para o contexto de isolamento social que se apresenta. Desta maneira, inicialmente, criei dois grupos de pesquisa com a temática Resíduos Sólidos e Educação Ambiental, com o intuito de trocarmos ideias sobre os temas. Estamos produzindo materiais para publicação em nossas redes sociais. Já tínhamos uma base sobre marketing de conteúdo pois a antiga coordenação ofereceu oficinas sobre o tema. Nosso então coordenador do JPS-MG, Witan Silva, criou a página do JPS-MG no Linkedin. O objetivo é que o JPS-MG cresça ainda mais, levando conhecimento para a sociedade e engajando jovens profissionais para os desafios futuros.

A parceria que temos com as universidades será mantida e, já estamos trabalhando por meio de palestras e eventos online que são ministrados no horário de aula de algumas universidades que nos convidaram. Realizamos uma campanha solidária e pretendemos fazer mais, pois temos uma percepção de responsabilidade social muito grande e sabemos que o momento demanda muita colaboração.

As responsabilidades serão divididas entre os membros atuantes do grupo e continuaremos captando voluntários e trabalhando em equipe para alcançar nossos objetivos e metas.

NOVA COORDENADORA DO JPS-MG - Barbara Aiala Silva - (barbaraaiala@hotmail.com)



Vice-coordenadora do JPS-MG – Manuela Bahiense Wenceslau Proença (mbwproenca@gmail.com)


 Engenheira Ambiental formada pela Universidade FUMEC (2016) e Pós Graduada em Educação Ambiental e Sustentabilidade pela PUC Minas (2020). Atua como analista ambiental nas áreas de licenciamento ambiental e urbanístico. Possui experiência na elaboração de planos de gerenciamento de resíduos sólidos, relatório e estudos de impacto ambiental e urbanístico. Agente ambiental formada pelo Curso de Extensão em Educação Ambiental da SMMA/PBH (2017); Participou de um Curso de formação em Sistemas Agroflorestais (2018) e do Curso Trilha da Agroecologia oferecido pela SUSAN/PBH (2019). Atuou como voluntária com ações de Educação Ambiental nos Municípios de Setubinha, Jaboticatubas e Belo Horizonte em Escolas Municipais e Estaduais de MG. Membro do JPS desde 2017, foi gerente adjunta de Educação Ambiental em 2019 e assumiu a vice coordenação do programa em 2020.

 

Notícias