JPS OTIMIZA PROCESSO EM ETA DE ITAÚNA

Melhorias na qualidade da água tratada e a redução de gastos com produtos químicos foram observadas em uma Estação de Tratamento de Água em Itaúna/MG. O resultado positivo foi obtido a partir da adoção de mudanças no sistema de floculação implantado pelo Jovem Profissional do Saneamento (JPS) da Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental (ABES-MG), Everton Luiz Petronilho.

A planta de tratamento, com capacidade de 30m³/h, atende a uma indústria têxtil e a água é utilizada para a lavagem dos tecidos. Segundo Everton, como o ponto de captação da ETA está localizado no final da cidade, a unidade recebe a água do rio com toda a carga de esgoto. “Apesar dessa condição dificultar um pouco o tratamento, com a mudança no processo, temos obtido uma água de excelente qualidade para os fins industriais”, explica.

 

Melhoria no sistema de floculação da ETA

A adoção do novo método na ETA resulta do aprendizado obtido por ele durante o curso ministrado pelo professor e associado da ABES-MG, Marcos Rocha Vianna, em agosto de 2019, em Belo Horizonte. Everton relata que antes da adoção do ressalto na calha Parshall, o processo de dosagem de floculante não apresentava resultados tão satisfatórios. “Na tentativa de melhorar eses resultados, estávamos utilizado uma quantidade cada vez maior de produto floculante, aumentando também os custos com o tratamento. Durante o 'Curso de Hidráulica Aplicada às Estações de Tratamento de Água' relatei o problema ao professor Vianna e recebi a orientação para adotar o ressalto na calha Parshall”, conta.

De acordo com o explicado em seu livro:

O ressalto na calha Parshall precisa ser provocado, fazendo-se tentativas, aumentando-se a lâmina d’água no canal de jusante através de um artifício qualquer, utilizando, por exemplo, stop-logs, afogados ou não. O ressalto provoca uma distorção de energia relativamente grande. Este fato, aliado ao estreitamento da garganta do medidor e à pequena lâmina d’água na garganta, torna relativamente homogênea a aplicação do coagulante na massa líquida, permitindo que a mistura rápida seja efetuada de forma bastante próxima à ideal, do ponto de vista das condições que devem prevalecer nessa fase de tratamento”. (Fonte: Hidráulica Aplicada às Estações de Tratamento de Água do Professor Marcos Rocha Vianna).

Ressalto na calha Parshall Everton Petronilho

Everton conta que o aprendizado durante o curso de hidráulica, realizado por meio da parceria entre o JPS/ABES-MG e a Bloom, foi indispensável para o ganho positivo. “Com a adoção do ressalto na calha Parshall consegui melhorar a qualidade da água tratada. Um resultado impressionante, com um custo insignificante. Utilizando apenas um pedaço de madeira, que serviu de stop-log, reduzimos o consumo de floculante e melhoramos a turbidez da água”, conclui.

Floculação eficiente Everton Petronilho

Jovens Profissionais do Saneamento - JPS

O JPS é um programa de desenvolvimento contínuo que tem por objetivo despertar habilidades e lideranças entre os jovens que atuam na área do saneamento ambiental, para satisfazer as necessidades presentes e futuras do setor. Está ligado à Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental – ABES, que congrega profissionais, estudantes e empresas ligados a este setor, promove atividades técnico-científicas, político-institucionais e de gestão.

 

 

Notícias