Deputados federais debatem o novo Código Florestal na ALMG

O projeto que tramita na Câmara dos Deputados para alterar o Código Florestal Brasileiro será debatido, nesta quinta-feira (14/4/11), às 14 horas, pela Comissão de Política Agropecuária e Agroindustrial da Assembleia Legislativa de Minas Gerais. Na forma em que tramita no Congresso atualmente, o projeto reduz os atuais índices de reserva legal e de preservação permanente, proposta defendida pelos produtores agrícolas e criticada por militantes do setor ambiental.

A reunião em Minas acontecerá no Teatro da Assembleia, a requerimento do presidente da Comissão de Política Agropecuária, Antônio Carlos Arantes (PSC). "O novo Código Florestal Brasileiro é uma necessidade para que possamos conciliar a produção e a preservação do meio ambiente, respeitando principalmente o produtor rural", afirmou o deputado.

A Câmara de Deputados ainda busca um entendimento sobre o projeto que viabilize sua votação. Três deputados federais que participam das negociações em Brasília estão convidados para o debate na ALMG: o relator da Comissão Especial de Reforma do Código Florestal, Aldo Rebelo (PCdoB-SP); o presidente da Comissão Especial de Reforma do Código Florestal da Câmara dos Deputados, Moacir Micheletto (PMDB-PR); e o sub-relator da Comissão Especial de Reforma do Código Florestal, Paulo Piau (PMDB-MG).

Também estão convidados a participar da reunião o secretário de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Elmiro Nascimento; o secretário de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Adriano Magalhães Chaves; o presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais (Faemg), Roberto Simões; o presidente da Federação do Trabalhadores da Agricultura do Estado de Minas Gerais (Fetaemg), Vilson Luís da Silva; o presidente do Sindicato e Organização das Cooperativas do Estado de Minas Gerais (Ocemg), Ronaldo Ernesto Scucato; o ex-ministro da Agricultura Alysson Paulinelli; o idealizador do Projeto Manuelzão, Apolo Heringer Lisboa; e a superintendente executiva da Associação Mineira de Defesa do Ambiente (Amda), Maria Dalce Ricas.

11-4-2011