Reunião Especial na ALMG homenageia a Copasa

Em 1963, foi criada a Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa), com o objetivo de definir e implantar serviços de abastecimento de água e esgotamento sanitário no Estado. Os 50 anos da empresa serão homenageados pela Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) na próxima terça-feira (4/6/13), às 20 horas, em Reunião Especial de Plenário.

Segundo o gabinete do deputado Ivair Nogueira (PMDB), que solicitou a reunião, a homenagem é um reconhecimento ao trabalho prestado pela instituição, essencial para o desenvolvimento socioeconômico e ambiental do Estado. Ainda de acordo com a assessoria do deputado, a Copasa aparece pelo terceiro ano consecutivo na carteira do Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE) da BM&FBovespa e expandiu a sua área de abrangência em 2012, abastecendo com água tratada 14,1 milhões de mineiros e oferecendo serviços de esgotamento sanitário a 8,8 milhões de clientes - um crescimento de 3,3 % e 6,2 %, respectivamente, em relação a 2011.

Histórico - Até o ano de 1963, Minas Gerais não tinha uma política de saneamento. Foi nessa época que o Governo do Estado criou a Companhia Mineira de Água e Esgotos (Comag). Nos anos 1970, o Plano Nacional de Saneamento (Planasa) e a incorporação do Departamento Municipal de Águas e Esgoto de Belo Horizonte (Demae) à empresa trouxeram muitas mudanças para a instituição, entre elas a alteração de seu nome para Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa), por meio da Lei 6.475, de 1974.

A empresa, uma sociedade de economia mista, é vinculada à Secretaria Estadual de Desenvolvimento Regional e Política Urbana. Sua principal atividade é a prestação de serviços públicos de abastecimento de água e esgotamento sanitário, compreendendo desde as atividades de planejamento e elaboração de projetos na área até sua execução, ampliação, remodelagem e exploração de serviços.

Notícias