Reflorestamento do Engenho Nogueira continua

Na última quinta-feira, dia 11, duzentas mudas foram plantadas no trecho do córrego Engenho Nogueira que fica próximo ao Anel Rodoviário. O local foi escolhido por ter sofrido desmatamento para a construção de uma bacia de contenção e porque áreas próximas à região foram atingidas por queimadas este ano. A iniciativa, que pretende revegetar áreas da Bacia desse Córrego , numa colaboração dos Núcleos Manuelzão Cascatinha, Engenho Nogueira, Brejinho e outros parceiros, já havia tido uma primeira etapa no mês passado, quando houve o plantio de 570 mudas no Colégio Militar.


A segunda etapa da ação contou com novos voluntários. Alunos da Escola Municipal Luiz Gatti, que visitavam a Estação Ecológica, ajudaram a fazer o replantio do local. Antes de colocarem as mãos na massa, ou melhor, na terra, os estudantes participaram de uma palestra da coordenadora do Núcleo Engenho Nogueira, Alcione Souza, que entre outros assuntos, abordou a importância da vegetação na preservação de cursos d'água. De acordo com a integrante do Núcleo Cascatinha, Nirma Damas, a ação foi uma oportunidade de os alunos verem de perto como se faz a recuperação de uma área desmatada e reforçar o que aprendem na escola.


A previsão é plantar, em média, mais de mil árvores ao longo da Bacia. Dessa meta, faltam em tono de quatrocentas mudas. As próximas ações também acontecerão dentro e nas proximidades da UFMG, mas ainda não tem local ou datas definidas.

Abes-MG - Assessoria de Comunicação, com Projeto Manuelzão

Notícias