Projetos ambientais apresentados em Washington

Atendendo a convite do Banco Mundial, o coordenador do Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Defesa do Meio Ambiente (Caoma), promotor de Justiça Luciano Badini, participou em Washington, capital dos Estados Unidos, de um encontro com instituições envolvidas com propostas de colaboração para o fortalecimento do Ministério Público Estadual (MPE) na defesa do meio ambiente.


O principal objetivo do evento, realizado entre os dias 8 e 11 deste mês, foi a troca de experiências sobre os projetos desenvolvidos nos dois países, instituindo um canal de comunicação com profissionais e instituições americanas. "Tivemos a oportunidade de apresentar a estrutura e os principais aspectos da atuação do MPE na área ambiental e também de conhecer a estrutura e o modo de funcionamento do Banco Mundial e de outras Instituições norte-americanas com atuação na área, como a EPA - Environmental Protection Agency", explicou Luciano Badini.


Na programação, além do encontro com representantes da US EPA, atividades como o painel "Financiamento de Atividades que Reduzam o Impacto das Mudanças Climáticas" e a palestra "Reforma Judicial no Brasil: Desafios e Oportunidades e Cooperação Sul-Sul". Badini ainda visitou o US DOJ (Departamento de Justiça Americano) e reuniu-se com o Chefe do Jurídico do Banco Mundial para a América Latina, Reynaldo Pastor. A agenda do evento incluiu a participação do presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Cezar Peluso, e do presidente do Superior Tribunal de Justiça, ministro Ari Pargendler.


Parceria - Em junho de 2009, o Banco Mundial e o MPE firmaram parceria que resultou em U$ 399.300 para investimento em sistemas de gestão ambiental e implementação de medidas específicas para aperfeiçoar o desempenho do Ministério Público nessa área. Os termos dessa parceria foram definidos durante a visita feita pela Missão do Banco Mundial ao MPE, em outubro de 2008.

 

Abes-MG Assessoria de Comunicação, com MP/MG

Notícias