Minas recebe 15 milhões para controle de cheias

Por meio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Regional e Política Urbana (Sedru), o Governo de Minas consegui junto ao Governo Federal, 15 milhões para a prevenção de cheias. Os recursos serão destinados para a elaboração de estudos hidráulicos e hidrológicos nas porções mineiras das bacias dos rios Doce, Itabapoana e Paraíba do Sul, localizadas respectivamente, nas regiões Leste e Zona da Mata.

Para a elaboraração  dos estudos serão adquiridas imagens de satélite, serviços de topografia, a modelagem de cheias, o estudo de ruptura de barragens e o desenvolvimento de mapas de áreas inundáveis e de um sistema de previsão de cheias. Além disso, serão estudados os benefícios de prováveis arranjos de obras para controle de inundações. A previsão de início do projeto é para este semestre, com término ainda em 2013.

Com a liberação desse recurso, o Governo de Minas chega à marca de R$ 772 milhões captados para ações de prevenção de danos causados pelas chuvas. Além dos recursos divulgados nesta sexta-feira (11), já foram anunciados pela União R$ 526,5 milhões para investimento em quatro projetos prioritários na linha de drenagem, a serem custeados por meio de financiamento e do Orçamento Geral da União.

Os recursos serão aplicados no controle de cheias nas Bacias dos Rios Preto e Muriaé, obras de ampliação e recuperação da calha do Rio Betim, implantação de quatro bacias de detenção no Córrego Riacho das Pedras, em Contagem, e complementação das obras de requalificação urbana e ambiental do Ribeirão Arrudas.

Ainda serão investidos R$ 230,8 milhões em intervenções de contenção de encostas, que serão custeadas via Orçamento Geral da União, em 18 municípios do Estado (Manhumirim, Lajinha, Ervália, Sabinópolis, Diogo de Vasconcelos, Ewbank da Câmara, Matias Barbosa, Visconde do Rio Branco, Ouro Preto, Ibirité, Cataguases, Muriaé, Timóteo, Nova Lima, Além Paraíba, João Monlevade, Santa Luzia e Sabará).

 

Publicado em 14-01-2013

 

Notícias