CBH VELHAS PEDE PROVIDÊNCIAS

 

O Comitê de Bacia Hidrográfica do Rio das Velhas encaminhou ofício à Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Minas Gerais (SEMAD), Agência Nacional de Mineração (ANM), Ministério Público Estadual e ao Superintendente Regional do Trabalho do Estado de Minas Gerais, pedindo providências quanto às barragens no Alto Velhas, três delas em nível máximo de emergência.

O CBH Velhas solicitou medidas que garantam a estabilidade física dessas barragens, com o retorno imediato dos trabalhos de manutenção e recuperação das estruturas interditadas.

Documento elaborado pela FEAM e apresentado ao Grupo de Trabalho de Barragens do Comitê, mostra 20 barragens de rejeitos de minério interditadas no Alto Rio das Velhas, sendo 17 da Vale. Relatórios da mineradora mostram que o fator de segurança é inferior ao mínimo estabelecido pela Norma Brasileira da ABNT- NBR 13.028/2017, sendo que, ao menos três delas, encontram-se no nível 3 de criticidade quanto à segurança.

O rompimento de uma barragem na região ocasionaria calamidades, problemas ambientais, sociais e econômicos, e a paralisação da captação de água que abastece a metade da população da Região Metropolitana de Belo Horizonte.

 Confira mais informações aqui

 

Notícias