CNRH REUNE NOVOS MEMBROS EM BRASÍLIA

O Conselho Nacional de Recursos Hídricos (CNRH) realizou sua 42ª reunião extraordinária, em 11 de dezembro, e deu posse aos novos conselheiros eleitos para o mandato 2019/2023. A ex-presidente da Seção Minas Gerais e representante da ABES Nacional junto ao Conselho, Célia Rennó, tomou posse como segunda conselheira suplente. A vaga de titular do segmento Organizações técnicas de ensino e pesquisa, ficará a cargo de Jefferson Nascimento de Oliveira, da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP), que tem como primeiro suplente, Adilson Pinheiro, da Associação Brasileira de Recursos Hídricos (ABRH) e segundo suplente a ABES.

ABES toma posse no conselho nacional de recursos hídricos mandato 2019/2023
A solenidade, realizada em Brasília, foi presidida pelo Ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto. O CNRH, que recentemente passou por mudanças promovidas pelo Decreto 10.000, de 3 de setembro de 2019, conta agora com uma estrutura mais enxuta, reduzindo de 57 para 37 o número de conselheiros.

O ex-presidente da ABES-MG e representante da entidade junto ao Comitê de Bacia do Rio São Francisco, Márcio Tadeu Pedrosa, também esteve na cerimônia, acompanhado do presidente do CBH São Francisco, Anivaldo Miranda, que tomou posse como titular do segmento das Organizações civis de recursos hídricos, em nome do CBH São Francisco. Anivaldo tem como suplentes, Waldemir Fernandes de Azevedo, do Comitê de Bacia Hidrográfica dos Rios Piancó-Piranhas-Açu, e Germano Hernades Filho, do Comitê de Bacia Hidrográfica do Rio Grande.

Confira a lista de Conselheiros para o mandato 2019/2023: http://www.cnrh.gov.br/conselheiros

Acesse a pauta da 42ª Reunião do Conselho Nacional de Recursos Hídricos

CNRH

Órgão consultivo e deliberativo que integra a estrutura do MDR, ao CNRH compete, entre diversas atribuições, a formulação da Política Nacional de Recursos Hídricos (PNRH), nos termos da Lei nº 9.433, conhecida como Lei das Águas. Com o fim da vigência do atual Plano Nacional de Recursos Hídricos em 2020, uma das principais metas do colegiado é a elaboração de um novo pacto com objetivo de definir as diretrizes e políticas públicas voltadas à melhoria da oferta de água.

12-12-2019

Notícias