Oficina orienta municípios sobre políticas ambientais



Nesta sexta-feira (9/12), 200 gestores e técnicos de prefeituras de 22 cidades das regiões Sul e Tocantina do Maranhão participaram do Encontro de Gestores Municipais, evento que faz parte do Programa Nacional de Capacitação, lançado pelo Ministério do Meio Ambiente. O encontro aconteceu em Imperatriz, a 630 Km da capital São Luís.

 

Como parte da programação, foi apresentado estudo de caso sobre a gestão ambiental em Campinas, São Paulo, pelo presidente da Associação Nacional dos Municípios e Meio Ambiente (ANAMMA). “Os municípios, principalmente os pequenos, carecem desse apoio técnico, desse intercâmbio de ideias e também da orientação sobre as políticas ambientais e de como implementá-las nos diferentes tipos de cidade”, afirmou.

 

João Borges, servidor do Ibama, abordou o tema licenciamento ambiental. Ele defendeu que o licenciamento tem grande importância para a sustentabilidade ambiental de um município. “É um instrumento nos permite fazer as coisas corretamente, evitando problemas futuros”, disse.

 

Uma oficina sobre captação de recursos, ministrada pela consultora Semíramis Biasoli, envolveu o público ao apontar fontes de recursos que podem ser acessadas pelos entes municipais, entre os quais emendas parlamentares, fundos, investimento social privado, organismos internacionais, programas governamentais. “Trouxemos possibilidades, mas também falamos sobre formulação de projetos, gargalos e potenciais que podem ser explorados pelas prefeituras”, afirmou.

 

Na avaliação do secretário de Articulação Institucional e Cidadania Ambiental, Edson Duarte, do Ministério do Meio Ambiente (MMA), o lançamento do Programa Nacional de Capacitação de Gestores Municipais foi um sucesso. “A participação do público e os depoimentos que aqui ouvimos demonstram que este caminho adotado pelo MMA, sob a orientação do ministro Sarney Filho, para andarmos pelo Brasil e conversarmos com os dirigentes, é acertado”, disse.

 

13-12-2016