Chuva no sistema Rio das Velhas supera dobro da média histórica no mês



As chuvas que atingiram Belo Horizonte e a região metropolitana, principalmente neste domingo (25), contribuíram para aumentar os níveis dos reservatórios tanto do Sistema Paraopeba quanto no Rio das Velhas, que abastecem a capital e região. Mesmo faltando quatro dias para o mês de setembro acabar, o índice pluviométrico do Rio das Velhas já superou o dobro da média histórica para o mês.

 

Neste ano, em setembro, já choveu 114 milímetros e quase metade deste total ocorreu somente neste domingo, quando foram registrados 56,80 milímetros no Rio das Velhas. O índice é maior que a média histórica para o mês, que é de 50,1 milímetros. No ano passado, o índice pluviométrico ficou abaixo da média: foram registrados apenas 30, 2 milímetros. A vazão do Rio das Velhas, que estava em 12,1 metros cúbicos na última sexta-feira (23), dobrou no domingo e passou para 24 metros cúbicos.

 

A chuva também ajudou a melhorar a vazão dos três reservatórios que compõem o Sistema Paraopeba. No Serra Azul, a média histórica para o mês é de 39 milímetros e, neste ano, já está em 97,5 milímetros. O Vargem das Flores tem média histórica de 42 milímetros e, neste ano, registrou 72. Somente o Rio Manso que ficou um pouco abaixo da média, que é de 48,1 milímetros, registrando 44,8 milímetros. O sistema está com a vazão de 54,2%.

 

Neste domingo choveu forte em toda Belo Horizonte. O maior volume registrado foi na região do Barreiro, com 51,4 mm, segundo a Defesa Civil de Belo Horizonte. Em seguida, estão as regiões Nordeste (38 mm) e Centro-Sul (37,2 mm).

 

Setembro deve terminar sem chuva

 

De acordo com o Centro de Climatologia TempoClima PUC Minas, ainda pode chover fraco e em pontos isolados da cidade nesta segunda (26), mas a partir desta terça-feira (27), o tempo deve voltar a ficar estável e com temperaturas mais altas. O mesmo vale para a região metropolitana da capital. Os termômetros devem variar entre 14ºC e 29ºC nesta terça.

29-09-2016