Oficina sobre ICS – IncidentCommand System acontece durante a 2ª OilSpillBrazil



O ICS (IncidentCommand System ou Sistema de Comando em Incidentes) é uma ferramenta gerencial para uso em emergências de todas as naturezas e dimensões, desenvolvida nos Estados Unidos da América na década de 70 e amplamente utilizada por Governos e Companhias que lidam com emergências ambientais em diversos países, inclusive no Brasil.

 

Ela parte da constatação de que as emergências, independente da natureza, apresentam o mesmo tipo de problemas de gestão: Falta uma definição clara sobre quem está no comando e qual a estrutura organizacional adotada, há dificuldade para gerenciar os recursos e informações de maneira integrada, ocorre comunicação inadequada com a mídia (um tema crítico) e dificuldade para estabelecer uma comunicação efetiva pela falta de uma linguagem comum.

 

Torna-se então necessário adotar um modelo gerencial capaz de tornar claras as relações de coordenação e comunicação entre os diversos integrantes da estrutura de resposta, gerenciar a mobilização de recursos humanos e materiais extraordinários que caracterizam esses cenários e otimizar o relacionamento com o Poder Público.

 

Para isto, conforme informa o Coronel da Polícia Militar de Santa Catarina, Carlos Alberto de Araújo Gomes Júnior, instrutor que vai ministrar a oficina, o ICS aborda a operação que se estabelece para responder a uma emergência como uma organização temporária, à semelhança de um projeto ou força-tarefa, que precisa de regras e padrões próprios. Oferece, assim, um padrão de organização da resposta previamente conhecido e treinado, já utilizado e testado por várias Companhias Privadas e Órgãos Públicos, adaptável a operações de resposta a incidentes de todas as naturezas e dimensões.

 

“Durante a oficinade quatro horas serão abordados os principais conceitos desta ferramenta, explorando sua aplicação na resposta inicial e continuada a emergências ambientais de diferentes graus de mobilização de recursos e complexidade da resposta”, explica o Coronel Gomes.

 

Ele destaca que nas horas iniciais serão abordados os tópicos de conteúdo equivalentes ao curso ICS 100 (primeiro nível de capacitação pelo padrão norte-americano NIMS) envolvendo o histórico, os princípios e características, a estrutura organizacional e a rotina de implementação do ICS, para formular uma base conceitual.

 

Logo após, um plano de ação do incidente será apresentado e discutido passoapasso com base em um caso simulado e utilizando formulários padronizados pelo ICS, permitindo discutir aspectos práticos da aplicação do ICS em emergências ambientais.

 

Ao final, um TDG (TacticalDecision Game) envolverá os participantes em uma desafiadora sequência de avaliações de cenário e tomadas de decisão para consolidar a compreensão dos principais aspectos do uso da ferramenta na prática.

 

“É uma excelente oportunidade para quem não conhece a ferramenta ou apenas ouviu falar do ICS ter contato com ele e, para aqueles que já conhecem ou usaram este modelo de gerenciamento relembrarem e exercitarem seus conceitos.É no combate que sentimos falta do esforço que não fizemos no treinamento”, declara o Coronel Gomes.

 

Para Jayme de Seta Filho, vice-presidente da ABPCEA – Associação Brasileira de Prevenção e Controle de Emergências Ambientais; e coordenador técnico da OilSpillBrazilConference&Exhibition, com a experiência dos nossos palestrantes, como o Coronel Gomes, estamos certos de que esta2ª edição da Oil SpillBrazilserá de grande valia para todos os congressistas. “A grade de palestras e os palestrantes confirmados comportam um conhecimento impar e inigualável”, salienta.

 

Participem, compareçam.Mais informações: http://fimai.com.br/oil-spill/

 

30-6-2016