Projeto de reutilização de água é reconhecido pela Fundação Estadual do Meio Ambiente



 

 

Um projeto de reutilização de água apresentado pela Usina Itaiquara, localizada em Passos, no Sul de Minas, foi reconhecido como um caso de boa prática ambiental. A certificação foi concebida pela Fundação Estadual do Meio Ambiente (Feam) e pela Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg) por meio de programa de incentivo a preservação dos recursos naturais do Estado.

 

Entitulado “Reutilização de água em Usina de Destilaria de Etanol Hidratado e Fabricação de Açúcar através de Torres de Resfriamento”, o projeto aposta na reutilização da água de resfriamento do processo industrial, das unidades de açúcar e destilaria. Como resultado, a usina capta menos água do reservatório Mascarenhas de Moraes “Rio Grande”.

 

Os resultados da iniciativa apontam que, desde o início da reutilização, o consumo de água captada do rio foi reduzido de 3.200,25 m³/h para 1.499,76 m³/h. No processo produtivo do açúcar e do etanol, a usina também notou uma redução de 84% no consumo, que caiu de 2.020,25 m³/h para 319,76 m³/h.

 

“É importante ressaltar que a prática de reutilização de água em usinas de açúcar e álcool, por meio de torres de resfriamento, já ocorre em indústrias com instalações modernas”, destaca Fernanda Meneghin, analista ambiental da Feam. “Entretanto, a iniciativa adotada pela Itaiquara é considerada uma prática diferencial, uma vez que a empresa possui instalações antigas, tendo buscado esta medida como uma melhoria e ganho no consumo de água".

 

O projeto de reutilização da água de Itaiquara é a sexta iniciativa que compõem o Banco de Boas Práticas Ambientais da Feam. As empresas interessadas em encaminhar seus projetos devem estar regularizadas junto aos órgãos ambientais e em seguida preencher um formulário e enviá-lo para o e-mail boaspraticas@meioambiente.mg.gov.br.

 

(*) Com informações da Agência Minas

21-6-2016