Coleta seletiva é ampliada com trinta novos pontos



A Prefeitura de Contagem amplia o Programa Municipal de Coleta Seletiva. Nesta quinta-feira (5/5), a administração apresentou aos catadores de materiais recicláveis e à população, os 30 novos pontos de recolhimento da coleta seletiva que serão implantados no município e os três novos caminhões que substituíram os antigos veículos. A cidade passa a contar agora com 117 pontos de recolhimento de recicláveis. O evento, no Galpão da Associação dos Catadores Autônomos de Materiais Recicláveis de Contagem (Asmac), no Novo Riacho, reuniu lideranças comunitárias, catadores e autoridades, dentre elas o prefeito Carlin Moura e o vice, João Guedes.

 

O prefeito abriu a solenidade enaltecendo o trabalho dos catadores. Lembrou que a coleta seletiva, além de contribuir para sustentabilidade do planeta e qualidade de vida da população, fomenta a economia. “Sabemos que o ofício é responsável pela geração de renda de centenas de famílias. Por isso, no nosso governo elegemos a coleta seletiva como um programa de política pública, com investimentos constantes para que assim a atividade possa ser ampliada e, consequentemente, possa beneficiar maior número de pessoas”.

 

“Além de trabalhar para dinamizar a coleta de recicláveis, também temos investido para conscientizar sobre a importância da seleção dos resíduos. A equipe de Educação Ambiental tem realizado ações para sensibilizar a população sobre o aspecto socioambiental da coleta seletiva”, afirmou o secretário municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade, Antônio Gama.

 

A presidente da Asmac, Marlene Lourenço Pereira, agradeceu a prefeitura pela valorização dos catadores e por contribuir para ampliar a atividade. “A substituição dos caminhões dá melhores condições de trabalho aos catadores e o aumento do número de pontos de coleta permite aumentar o volume de recicláveis recolhidos e assim, aumenta também nossa renda”.

 

Responsável pela Associação Rede Solidária de Contagem (Coopercata) Kátia Regina César, também comemorou e agradeceu a gestão pela novas melhorias destinadas ao setor. Um dos idealizadores da Asmac e vigário da Paróquia Cristo Salvador, padre José Ferreira, também prestigiou a solenidade. Além de abençoar os novos veículos da Coleta Seletiva , o religioso recorreu à oração da Campanha da Fraternidade 2016, para lembrar que a Terra é nossa “Casa Comum”, morada para todas as espécies e povos.

 

Com a ampliação do programa, mais 17 escolas municipais e 13 prédios públicos terão locais de entrega voluntária, e até junho deste ano a coleta porta a porta deverá atender mais de 10 mil residências. A prefeitura também fará a inclusão social de 162 catadores de materiais recicláveis informais, ou seja, que não fazem parte das associações, por meio de capacitação, mobilização de moradores e distribuição de ecobags nas residências, onde esses catadores fazem a triagem do lixo que não é separado da coleta convencional. A meta até o final deste ano é aumentar a quantidade de materiais recicláveis em 25%, sendo que em 2015 foram recolhidas cerca de 1.800 toneladas. De acordo com a diretora de Coleta Seletiva, Natalie Rates, mesmo não tendo a coleta na porta da residência, o morador pode fazer a coleta seletiva. “Ele só precisa separar seu resíduo e levar o reciclável no prédio público ou na escola mais próxima", disse.

 

10-5-2016