Minas tem 63% dos imóveis rurais no cadastro ambiental



Minas Gerais é o Estado com maior volume de imóveis rurais já lançados no Cadastro Ambiental Rural (CAR), um sistema que reunirá dados de todo o Brasil. Do total estimado de pouco mais de 550 mil propriedades mineiras, quase 350 mil já estão cadastradas, o que corresponde a mais de 63%. Por outro lado, as propriedades restantes, a maior parte delas de grande porte, que somam um total de 11 milhões de hectares (ha), ainda não se cadastraram, e o prazo termina em menos de um mês, no dia 5 de maio.

 

A questão foi debatida no último dia 30 de maio, pela Comissão de Agropecuária e Agroindústria da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG). Os participantes da audiência defenderam a prorrogação do prazo. Carlos Portella Sturm, diretor de Fomento e Inclusão do Serviço Florestal Brasileiro (SFB), do Ministério do Meio Ambiente, adiantou que o SFB não tem orientação técnica nem política para adiar a data. O Instituto Estadual de Florestas (IEF) também não tem sinalização de mudança no prazo.

 

Para Dalce Ricas, superintendente da Amda, "o prazo para inscrição só deveria ser prorrogado, para pequenas propriedades. Os números relativos à inscrição de grandes proprietários parecem indicar que eles continuam confiando na impunidade. Se os governos fossem mais competentes e comprometidos, considerando o número das grandes propriedades, deveriam fazer um 'pente fino' e adotar medidas judiciais e administrativas cabíveis a partir do dia 05 de maio".

11-04-2016