BH supera média de chuva em janeiro e Sistema Paraopeba sobe 15,7 pontos percentuais



Depois de dois anos de seca, Belo Horizonte voltou a ter chuvas em 2016, o que vem ajudando a aumentar os níveis dos reservatórios que abastecem a região metropolitana. De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a capital mineira já está com 303,6 milímetros de chuva em janeiro, superando a média para o mês, que é de 296 mm. O tempo deve continuar instável até o fim de semana. Temporais devem atingir os municípios do Leste e Norte de Minas Gerais, o que deixa os moradores em alerta. Nos últimos 25 dias, o Sistema Paraopeba aumentou 15,7 pontos percentuais.

 

A zona de convergência do Atlântico Sul que estava atuando em Belo Horizonte perdeu força, mas o tempo ainda deve continuar instável. Nesta segunda-feira, uma rápida chuva pegou os moradores de surpresa. A Coordenadoria Municipal de Defesa Civil (Comdec) emitiu um alerta nesta segunda-feira para a possibilidade de chuva de 20 a 30 mm até a manhã de terça-feira. As precipitações podem ser acompanhadas de ventos de até 50 quilômetros por hora e raios. “Áreas de instabilidade estão atuando na cidade devido ao calor e a alta umidade relativa do ar. Por causa disso, teremos tempo parcialmente nublado com possibilidade de chuva a tarde e a noites, típicas do verão. A temperatura deve ficar entre 18ºC e 30 ºC”, explica o meteorologista Claudemir de Azevedo.

 

A situação mais crítica deve ser nas regiões do Rio Doce, Vale do Mucuri e Norte do Estado, que vêm sofrendo com temporais. “Nessas regiões podem acontecer chuvas mais fortes durante a semana”, afirma o meteorologista. Essa situação deixa os moradores em alerta, como em Governador Valadares. No município, os Rio Doce chegou a superar os três metros na última semana e alagar alguns bairros.

 

De acordo com a prefeitura da cidade, o nível baixou para 1,47 metros na manhã desta segunda-feira, e o rio voltou para sua calha. O valor está abaixo dos 1,75m do alerta amarelo. Equipes de limpeza urbana começaram a limpeza das vias com caminhões-pipa, tratores e caminhões caçamba. As famílias estão recebendo cloro distribuídos pela Prefeitura. Mais de 12 mil litros já foram entregues nos bairros Nova Santa Rita, JK,Jardim Alice e Baixa do Quiabo.

 

Com a diminuição do nível do rio, os moradores começam a voltar para casa. Segundo a prefeitura, nesta segunda-feira, 31 famílias, no total de 164 pessoas, ainda estavam nos quatro abrigos.

 

Reservatórios

 

O aumento da chuva vem ajudando a recuperação dos reservatórios que abastecem a Região Metropolitana de Belo Horizonte. O Sistema Paraopeba, conjunto de três represas, aumentou em oito dias, 11,5 pontos percentuais, saindo de 26,7%, marca do dia 17 de janeiro, e passando para 38,2%, marca desta segunda-feira. Se for considerar os útlimos 25 dias, o aumento foi de 15,7 pontos percentuais.

 

Nos últimos oito dias, Vargem das Flores foi o que mais apresentou alta, saiu de 31,4% para 43,9%. A represa Rio Manso, a maior do sistema, também seguiu os mesmos parâmetros, saiu de 35,6% para 47,5%. No mês inteiro, foi o mais beneficiado, com aumento de 17,5 pontos percentuais. O Serra Azul dobrou o valor nos últimos oito dias. No dia 17, estava com 9,5% de sua capacidade. Nesta segunda-feira, está com 20%.

28-01-2016