Estudo revela que 44% da população urbana mineira tem acesso a tratamento de esgoto



Cerca de 44% da população urbana de Minas Gerais tinham acesso a sistemas de tratamento de esgoto em 2015. É o que revela o Relatório Anual do Programa Minas Trata Esgoto disponibilizado pela Fundação Estadual de Meio Ambiente (Feam). Os dados representam cerca de 7,4 milhões de habitantes. Em 2013, o percentual era de 43% e, em 2006, quando o programa teve início, 13,5%.

 

Segundo o estudo, as prefeituras mineiras informaram a presença de rede coletora de esgotos em 684 municípios, com percentual de atendimento à população urbana estimado em 82,53%. “Apesar do significativo percentual de população urbana atendida com rede coletora no Estado, somente com a operação das Estações de Tratamento de Esgoto (ETEs) haverá efetiva melhoria da qualidade dos cursos d’água e de vida para a população”, explica a gerente de Monitoramento de Efluentes da Feam, Ivana Coelho.

 

Ainda de acordo com o relatório, existem 301 ETEs em fase de projeto em Minas Gerais, outras 64 em instalação, 25 com as atividades paralisadas e 47 desativadas distribuídas em 263 municípios. “Quando as estações previstas começarem a operar, representarão um grande incremento no percentual de tratamento de esgoto do estado de Minas Gerais”, afirma Ivana Coelho.

 

25-01-2016