Empresa avaliará condições de segurança de 202 barragens em Minas Gerais



As condições de segurança de 202 barragens de rejeitos minerais de Minas Gerais serão avaliadas por uma empresa especializada em assessoria em geotécnica e mecânica de solos, contratada pelo Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM). O trabalho, com caráter emergencial, começou nesta segunda-feira (18) e deve terminar no fim de abril.

 

Os resultados de cada barragem serão compilados em documento que será encaminhado aos órgãos emissores de licença ambiental, à Agência Nacional de Águas, ao Ministério Público e à empresa responsável pela barragem para eventuais reparos. Também será elaborado estudo para determinar a alteração da classificação de risco de algumas estruturas.

 

A ação teve início no mesmo dia em que o órgão federal publicou portaria dando prazo de 15 dias para as mineradoras de todo o país apresentarem Plano de Ação de Emergência de Barragem de Mineração. Em caso de descumprimento, as estruturas poderão ser interditadas preventivamente. Os planos deverão ser entregues às prefeituras e Defesas Civis municipais e estaduais.

 

Depois de concluir o trabalho em Minas, a avaliação de barragens será estendida aos demais estados. No total, há, no Brasil, 402 barragens enquadradas no critério da Lei de Barragens.

 

 

Com informações do Hoje em Dia

25-01-2016