Abastecimento de água motiva novo debate na ALMG



A Comissão Extraordinária das Águas da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) realiza, nesta quinta-feira (3/12/15), uma audiência pública com o objetivo de debater a crise hídrica e a situação preocupante do Rio Paraopeba que abastece parte da Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH). A reunião, solicitada pelo deputado Glaycon Franco (PTN), está marcada para às 14h30, no Auditório.

 

A comissão vem realizando reuniões para tratar do abastecimento de água em Minas. Na quinta-feira (26), seriam tratadas as medidas já tomadas e as necessárias para a redução das perdas no sistema de abastecimento de água, além da situação atual de demanda hídrica e do serviço prestado nos municípios atendidos pelas empresas Copasa e Copanor. A reunião, no entanto, ficou prejudicada pela ausência dos dirigentes dessas empresas. No dia 3, os parlamentares pretendem tratar especificamente do Rio Paraopeba, mas também sobre o viés do abastecimento de água.

 

Convidados – Para a audiência, a comissão convidou o secretário de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Luiz Sávio de Souza Cruz; o diretor de Meio Ambiente e Trânsito da Polícia Militar do Estado de Minas Gerais, cel. PM Idzel Mafra Fagundes; o diretor de Operação Metropolitana da Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa), Rômulo Thomaz Perilli; a diretora-geral do Instituto Mineiro de Gestão das Águas (Igam), Maria de Fátima Chagas Dias Coelho; o presidente da Fundação Estadual do Meio Ambiente (Feam), Diogo Soares de Melo Franco; a diretora-geral do Instituto Estadual de Florestas (IEF), Adriana Araújo Ramos; o vice-prefeito de Brumadinho (RMBH) e presidente do Consórcio Intermunicipal da Bacia Hidrográfica do Rio Paraopeba, Breno de Castro Alves Carone.

02-12-2015