Água do rio Doce passará por nova análise para detectar mercúrio



A água do rio Doce, que foi atingido pela lama de rejeito após o rompimento das barragens de Fundão e Santarém, em Mariana, na região Central do Estado, passará por nova análise para detectar se há contaminação por mercúrio. Amostras da água foram analisadas no laboratório do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) de Governador Valadares e, de acordo com a assessoria da prefeitura da cidade, foram encontrados ferro e outros metais, como manganês. A presença de mercúrio, no entanto, não foi confirmada. Para isso, a amostra deve passar por novas análises mais aprofundadas em outros laboratórios.

 

Governador Valadares só tem água para abastecer a população até esta segunda-feira (9). A prefeitura da cidade informou que está trabalhando em um plano de emergência e que serão utilizados 60 caminhões-pipa no abastecimento, cedidos pela Samarco. A lama proveniente da barragem está sendo liberada na Usina de Baguari e a expectativa é que o pico chegue à Governador durante a tarde desta segunda.

11-11-2015