Sisema recebe Liga Árabe

O Sistema Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Sisema) recebeu nesta segunda-feira (29) visita de comitiva formada por embaixadores e diplomatas de 16 países árabes. O principal objetivo da visita foi apresentar os mecanismos da gestão ambiental mineira e discutir possibilidades de parcerias.

A reunião foi coordenada pelo secretário de Estado Adjunto de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Augusto Lio Horta. Segundo ele, Minas e os países árabes possuem fortes laços culturais, por isso são parceiros naturais em várias áreas. Além da tradicional cooperação na área de comércio, o secretário avalia que a área ambiental também oferece diversas oportunidades de cooperação, em especial no combate a incêndios florestais e recuperação de áreas degradas.

Durante sua apresentação, Augusto Horta destacou os avanços de Minas nesses campos. "Possuímos a mais bem equipada força de combate a incêndios da América Latina. São 300 servidores e cinco mil brigadistas voluntários em prontidão. Essa equipe tem o suporte de cinco helicópteros, nove aviões de combate a incêndios, três aeronaves para monitoramento e uma para transporte de pessoal. Além de três bases totalmente equipadas localizadas em regiões estratégicas do estado", informou.

Na recuperação de área degradadas, o secretário informou que foram recuperados mais de 50 mil hectares e produzidas mais de 15 milhões de mudas de espécies nativas nos últimos 3 anos. "Estamos dispostos a apresentar nossa tecnologia para a recuperação de áreas no norte da África e Oriente Médio", avaliou.

Para o líder da comitiva, o representante do Conselho de Embaixadores Árabes no Brasil, embaixador da Jordânia Ramez Goussous, Minas Gerais possuí avançados projetos ambientais que poderão ser fruto de parcerias futuras. "Ficamos impressionados com os projetos desenvolvidos aqui. Queremos conhecer mais o que tem sido feito para estudarmos possibilidades de cooperação", disse.

A comitiva foi composta pelos embaixadores da Jordânia, Catar, Tunísia, Palestina, Egito, Arábia Saudita, Marrocos, Sudão, Iraque, Argélia, Kuwait e da Liga Árabe. Também faziam parte do grupo os encarregados de negócios da Mauritânia, Síria, Omã e Líbano. Os diplomatas estavam acompanhados do presidente, CEO e diretor da Câmara Árabe Brasileira e do consul Honorário da Síria e do Marrocos em Belo Horizonte.