Água de nascente em praça do Venda Nova passa a ser aproveitada na regional



Pode não parecer, mas Belo Horizonte é uma cidade rica em recursos hídricos. Só que boa parte dos rios, ribeirões, córregos e nascentes da região estão canalizados e cobertos de asfalto e concreto. Por isso vale a pena aplaudir uma iniciativa rara que está acontecendo em Venda Nova: a nascente da Praça da Mina recebeu a certidão de registro de uso da água pelo Instituto Mineiro de Gestão das Águas (IGAM), que permitirá a utilização dessa água para a rega de canteiros, jardins e praças, limpeza de vias públicas, pequenas obras e outras necessidades que não sejam para consumo humano.

 

A Praça da Mina recebe esse nome justamente pela nascente de água que ela abriga. Recentemente, ela passou por uma obra para separar a vazão da água da mina, que desaguava na rede pluvial. Ela também ganhou uma pista de caminhada de 120 metros e os equipamentos da Academia a Céu Aberto (ACA). A mina no local tem vazão de 5 litros por segundo (l/s) e a certidão do IGAM permite à Regional Venda Nova retirar 1 litro de água por segundo, durante 8 horas, quantidade suficiente para encher quatro caminhões-pipa por dia.O uso desta água vai além da própria praça e será suficiente para molhar canteiros na região toda. O secretário Claudio Sampaio ficou satisfeito com a possibilidade de reduzir ainda mais o gasto com água na administração regional. "Em junho, alcançamos a média de 40% de redução no consumo de água de todos os equipamentos públicos de Venda Nova, gerando uma economia de mais de 4 mil metros cúbicos. Com a exploração da água da mina que deve acontecer ainda em setembro, vamos economizar ainda mais. Venda Nova tem outras minas d'água, mas a vazão da mina da Praça Alexandrina já é suficiente para atender nossas demandas", disse.

 

O gerente de Jardins e Áreas Verdes da Regional Venda Nova (GERJAV-VN), Walter Carolino da Silva, destaca o trabalho realizado para preservar a nascente “O trabalho criou um espaço muito prazeroso, onde a população pode praticar exercícios físicos. Desta forma, estamos melhorando a qualidade de vida dos moradores do bairro", disse. Atualmente, a Praça da Mina não tem adotante e é mantida pela equipe da GERJAV. Ela é vizinha da Praça Alexandrina Maria Coutinho, adotada pela Construtora Lincoln Veloso.

29-09-2015