Programa Água Brasil lança calculadora brasileira da Pegada Ecológica



O consumo da humanidade está cada vez mais desenfreado. Tanto que, neste ano, o Dia da Sobrecarga da Terra chegou ainda mais cedo: em agosto. A data seria uma estimativa para o esgotamento dos recursos naturais disponíveis no Planeta, se a sociedade mantiver os atuais níveis de consumo.

 

Para reverter essa situação no País, o Programa Água Brasil, parceria entre Banco do Brasil, Fundação Banco do Brasil, WWF-Brasil e Agência Nacional de Águas, está investindo na sensibilização e na educação ambiental. A novidade é a forma: uma calculadora que mede a Pegada Ecológica de cada pessoa, ou seja, o impacto dos brasileiros sobre o planeta, de acordo com seus hábitos de consumo.

 

De acordo com dados da Global Footprint Network (GFN), se continuarmos consumindo como hoje, em 2050, serão necessários quase três planetas para sustentar a população mundial. Já no Brasil, para manter o estilo de vida, é preciso 1,5 planeta, ou seja, consumimos mais de 50% do que as Terra é capaz de produzir. É preciso conscientizar a população sobre o impacto que o nosso estilo de vida causa no meio ambiente.

 

“Antes, fazíamos o cálculo da pegada ecológica em uma ferramenta global, com dados gerais sobre consumo no mundo. A novidade agora é que conseguiremos levantar informações totalmente voltadas à realidade da população brasileira e, assim, identificar onde está o maior impacto do país para realizar ações de mitigação mais efetivas”, explica Cristiano Cegana, coordenador do Programa Água Brasil.

 

A calculadora é dividida em cinco categorias: alimentação, moradia, bens, serviço, tabaco e transporte. Ao responder ao questionário de perguntas, a ferramenta traz seus resultados com gráficos comparativos com a média da pegada global e brasileira e divididos por cada um dos segmentos, para que a pessoa possa entender em qual deles seu impacto é maior. Ao final, a calculadora ainda faz uma avaliação dos hábitos de consumo e dá dicas sobre como mitigar este impacto.

 

“O Banco do Brasil já adota práticas sustentáveis no dia a dia como parte do seu compromisso com o meio ambiente. Nosso objetivo agora é oferecer uma ferramenta que também responsabilize cada cidadão pelos seus hábitos de consumo. Se cada um fizer sua parte, será possível sair do vermelho com o planeta”, diz Wagner Siqueira, Gerente Executivo da Unidade de Negócios Sociais e Desenvolvimento Sustentável do Banco do Brasil.

 

A calculadora da Pegada Ecológica brasileira já está disponível para acesso pelo site www.pegadaecologica.org.br.

 

Sobre o Água Brasil

 

Em 2010, de uma parceria entre Banco do Brasil, Fundação Banco do Brasil, WWF-Brasil e Agência Nacional de Águas surgiu o Água Brasil, um Programa que dissemina práticas sustentáveis nas cinco regiões do País, com projetos em sete bacias hidrográficas e cinco cidades.

 

Estruturado em quatro eixos de atuação – projetos socioambientais, comunicação e engajamento, mitigação de riscos e novos negócios -, o Programa tem por principal objetivo contribuir para a conservação dos recursos hídricos, garantindo a segurança hídrica e alimentar da população.

 

O Água Brasil atua no âmbito rural e urbano com projetos voltados para a busca da melhoria da qualidade e da quantidade de oferta de água por meio de boas práticas no campo e, nas cidades, tem o papel de conscientizar a população sobre o consumo responsável e a redução da pegada ecológica. Por fim, o Programa visa ainda aprimorar a mitigação de riscos socioambientais no processo de análise de riscos do Banco do Brasil, assim como identificar novas oportunidades de negócios sustentáveis.

 

in EcoDebate, 25/09/2015