Chuva ajuda e nível do Sistema Paraopeba volta a subir pelo segundo dia consecutivo



O nível do Sistema Paraopeba, responsável pelo abastecimento na Região Metropolitana de Belo Horizonte, começa a se elevar aos poucos. Pelo segundo dia consecutivo, o acumulado de água das três represas que compõem o sistema teve alta. Na terça-feira estava com índice de 27,7% da capacidade, na quarta-feira passou para 27,9% e nesta quinta-feira foi para 28,2%. Mesmo com o aumento, a situação ainda está bem abaixo do esperado. Porém, a Copasa garante o abastecimento até janeiro de 2016. PRF faz operação para fiscalizar motocicletas que passam pelas rodovias de Minas Gerais

 

As altas dos últimos dias foram causadas pela chuva que atinge a Região Metropolitana de Belo Horizonte desde o fim de semana. O maior aumento foi na represa Rio Manso, que é o maior reservatório do Paraopeba. Na terça-feira, registrava 37,9% e passou para 38,5% nesta quarta-feira. O Serra Azul saiu de 10,7% para 11,1%, no mesmo período. Já Vargem das Flores estava com 27,1% e foi para 27,3%.

 

Na quarta-feira, o sistema registrou o primeiro aumento depois de quase quatro meses apresentando quedas significativas. Tanto que, nessa segunda-feira, atingiu a sua pior marca da história, 27,7%. O nível atual, 28,2%, ainda é baixo, mas a Copasa garante o abastecimento até janeiro de 2016, mesmo se não chover nenhuma gota até lá. Em dezembro, está previsto a conclusão das obras de captação adicional do Rio Paraopeba, que levará 5 mil litros de água por segundo até a Estação de Tratamento de Água do Rio Manso, possibilitando a recarga dos reservatórios do Paraopeba e garantindo o abastecimento sem a necessidade de restrições nos próximos 20 anos.

 

A vazão do Rio das Velhas está em situação contrária. Em três dias, apresentou queda. Na segunda-feira, estava com 31,3 metros cúbicos por segundo, passou para 29,3 metros cúbicos por segundo, e agora está em 26,6 metros cúbicos por segundo. Vale ressaltar que a captação de água no Sistema Rio das Velhas ocorre a fio d’água e não há reservação, como é feito no Sistema Paraopeba. Sendo assim, a Copasa está autorizada apenas a captar o volume outorgado pelo Instituto Mineiro de Gestão das Águas (Igam). O valor não foi informado pela Companhia.

 

Chuva

 

Se depender das chuvas, os níveis dos reservatórios devem continuar a subir. A frente fria que chegou em Minas Gerais continua atuando até pelo menos o próximo fim de semana. Por causa disso, há previsão de precipitações em praticamente todo o estado. No Sul de Minas e na Zona da Mata, poderá ter temporais.

15-09-2015