Governo de Minas reforça ações do Programa Água Doce no Estado



A equipe do Programa Água Doce (PAD) do Governo de Minas, participou da 2ª Reunião Anual da Coordenação Nacional do Programa, que reuniu os secretários e coordenadores dos Estados de Alagoas, Bahia, Ceará, Minas Gerais, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Sergipe e Rio Grande do Norte, para avaliar, planejar e pactuar ações do PAD para o período de 2015/2019.

 

O encontro, realizado em Natal (RN), foi organizado pelo Ministério do Meio Ambiente com o objetivo de ajustar as metas pactuadas no início do ano e reorganizar o cronograma de implantação das ações nos Estados. Além disso, especialistas nas áreas de dessalinização, energia solar, eventos extremos, mudança climática e agenda verde apresentaram tecnologias inovadoras no diagnóstico e combate à desertificação.

 

O subsecretário de política Urbana da Secretaria de Desenvolvimento Regional, Política Urbana e Gestão Metropolitana (Sedru), Diran de Souza Filho, ressaltou o impacto positivo do programa na vida dos moradores do semiárido mineiro, onde existe um alto índice de água salobra, sobretudo em comunidades rurais isoladas e com dificuldade de acesso a água. “Assumimos o compromisso de ampliar o acesso à água de boa qualidade para esta região, que sofre há anos com a seca, e o PAD tem um papel primordial no combate à desertificação”, afirma.

 

Em Minas Gerais, os técnicos dos municípios já foram capacitados e já foram iniciados os diagnósticos socioambientais e técnicos que vão qualificar as localidades e apontar qual a solução ideal de abastecimento para cada uma delas, seja a recuperação ou implantação dos sistemas dessalinizadores, ou ainda, com outro programa de acesso à água.

 

Programa Água Doce

 

O Programa Água Doce é uma ação do Ministério do Meio Ambiente, por meio da Coordenação Nacional do Programa Água Doce (PAD), e em Minas Gerais é executado pela secretaria de Estado de Desenvolvimento Regional, Política Urbana e Gestão Metropolitana (Sedru), Instituto de Gestão das Águas (Igam) e Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa).

 

A Sedru viabilizou a execução de cerca de R$15,5 milhões de recursos do Governo Federal, com contrapartida do Governo do Estado, para a implantação de sistemas de dessalinização em 69 localidades do semiárido mineiro, que vai garantir a oferta de água de boa qualidade para cerca de 27 mil pessoas.

 

01-07-2015