Instaladas comissões técnicas do Seminário das Águas



Foram instaladas nesta segunda-feira (25/5/15) as seis comissões técnicas interinstitucionais (CTIs) do Seminário Legislativo Águas de Minas III - Os Desafios da Crise Hídrica e a Construção da Sustentabilidade, que a Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) realiza em parceria com várias entidades. Cada um desses grupos de trabalho vai priorizar seis propostas, que serão posteriormente debatidas nos encontros regionais no interior do Estado. De 29 de setembro a 2 de outubro, na plenária final, em Belo Horizonte, serão votadas as sugestões apresentadas pelos cidadãos nesses encontros e também em uma consulta pública.

 

As CTIs vão se reunir até dia 22 de junho para definir suas propostas, que devem ter abrangência estadual. Os grupos foram divididos pelos temas que serão debatidos este ano: crise hídrica; gestão de recursos hídricos; fomento, custeio, receitas e destinação; saneamento e saúde; atividade minerária, indústria e energia; e agricultura, pecuária e piscicultura.

 

Participam das CTIs representantes de cerca de 40 instituições, entre órgãos públicos federais e estaduais, universidades, entidades de classe empresariais e de trabalhadores, comitês de bacia e movimentos sociais. Também participam representantes dos deputados Doutor Jean Freire (PT), Fabiano Tolentino (PPS) e Nozinho (PDT), além do Bloco Minas Melhor (PCdoB, PMDB, PR, PRB, Pros, PT e PTdoB), que compõe a base do governo. No encontro desta segunda-feira (25), 116 representantes se inscreveram, mas na próxima reunião dos grupos ainda serão aceitas inscrições.

 

O título do evento deste ano remete a seminários anteriores realizados em 1992 e 2002. Há pelo menos duas décadas, a ALMG busca, em conjunto com a sociedade, debater a gestão das águas e apontar caminhos para as políticas públicas do setor. Estão previstos nove encontros no interior, de modo que as discussões possam contemplar a realidade das 36 bacias hidrográficas do Estado.

26-05-2015