Próximo Fórum Mundial da Água será em Brasília



 

 

A sétima edição do Fórum Mundial da Água reuniu trinta mil pessoas de 168 países nas cidades sul coreanas Gyeongju e Daegu. No encerramento, na sexta-feira, a cidade de Brasília foi anunciada como sede do próximo evento, que é o maior fórum sobre água. A edição de Brasília será em 2018 e está prevista para acontecer em março.

 

Organizado pelo Conselho Mundial da Água (WWC – World Water Council) e o país anfitrião sob a coordenação do governo da cidade hospedeira, o Fórum Mundial da Água ocorre a cada três anos, com o objetivo de aumentar a importância da água na agenda política dos governos, aprofundar discussões, trocar experiências para os atuais desafios e formular propostas concretas. As edições anteriores ocorreram no Marrocos (1997), Holanda (2000), Japão (2003), México (2006), Turquia (2009) e na França (2012).

 

O Brasil possui quatro representantes no quadro de dirigentes do Conselho Mundial da Água, cuja sede fica em Marselha, na França: o diretor da ANA Paulo Varella; o presidente da Rede Brasileira de Organismos de Bacias Hidrográficas, Lupércio Ziroldo; o vice-presidente da Associação Brasileira da Infraestrutura e Indústrias de Base (ABDIB), Newton Azevedo e o Professor da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, Benedito Braga, que atualmente ocupa a presidência do Conselho Mundial da Água e exerce o cargo de Saneamento e Recursos Hídricos do Estado de São Paulo.

 

A participação brasileira no 7° Fórum é liderada por um colegiado denominado Seção Brasil dos Membros Brasileiros do Conselho Mundial da Água, que reúne trinta e cinco membros efetivos e vinte e cinco instituições convidadas, o que coloca o Brasil na condição de quarto país em termos de representação nacional junto ao Conselho Mundial de Água.

 

O secretário de Recursos Hídricos e Ambiente Urbano do Ministério do Meio Ambiente, Ney Maranhã; superintendente de Programas e Projetos da ANA, Ricardo Andrade, que também é membro substituto do Conselho Mundial da Água; o chefe ded Gabinete da Presidência da ANA, Horácio Figueiredo; e o gerente geral de Articulação e Comunicação, Antonio Félix Domingues, além de representantes do Ministério da Integração e do Governo do Distrito Federal, participaram da cerimônia de encerramento que anunciou o Brasil como sede do novo Fórum.

 

Instituições brasileiras que participam do 7º Fórum Mundial da Água: ABAR - Associação Brasileira de Agências de Regulação, ABCON - Associação Brasileira das Concessionárias Privadas de Serviços Públicos de Água e Esgoto, ABDIB - Associação Brasileira da Infraestrutura e Indústrias de Base, ABES - Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental, ADASA - Agência Reguladora de Águas e Saneamento do Distrito Federal, ANA - Agência Nacional de Águas, AUGURI Eventos, Banco do Brasil S/A, Camara Legislativa do Distrito Federal, Conselho Federal de Engenharia e Agronomia – Confea, Dream Factory, Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, Fundação Getúlio Vargas – Centro de Estudos em Sustentabilidade, Governo do Distrito Federal, Itaipu Binacional, Lima Azevedo Engenharia e Consultoria Empresarial, MCI Brasil, Ministério da Integração Nacional (Secretaria de Infraestrutura Hídrica e Secretaria de Políticas Regionais), Ministério das Cidades (Secretaria Nacional de Saneamento Ambiental), Ministério do Meio Ambiente (Secretaria de Recursos Hídricos e Ambiente Urbano), Odebrecht Ambiental, Empresa Antares, Companhia de Gestão de Recursos Hídricos do Estado do Ceará, Universidade Federal de Pernambuco, Comitê da Bacia do Rio Guandu, Instituto Socioambiental e dos Recursos Hídricos - ISARH / Universidade Federal Rural da Amazônia – UFRA, Globo News - Programa Cidades Sustentáveis, Rede Brasileira de Organismos de Bacia – REBOB, Santo Antônio Energia, Tribunal de Contas do Distrito Federal, e UNESCO - Representação no Brasil.

06-05-2015