Parlamentares querem comissão especial para acompanhar crise hídrica



Realizada na noite da última terça-feira (7/4), a audiência externa promovida pela comissão no Bairro Flávio Marques Lisboa, no Barreiro de Cima (à direita), discutiu os problemas no abastecimento de água na região e a presença de ar nos hidrômetros, que faz com que os marcadores continuem a girar, simulando um consumo que não existiu e penalizando ainda mais o consumidor. Levados à reunião ordinária desta terça, os encaminhamentos extraídos do debate pelo requerente Daniel Nepomuceno (PSB) foram votados pelos presentes.

 

Além da criação de uma comissão especial de estudo na Casa, voltada ao acompanhamento da crise hídrica no município, foram aprovadas audiências externas regionalizadas para avaliar a situação e um grande debate conjunto com os demais municípios da RMBH abastecidos pelos mesmos sistemas. Também foi aprovado o envio de ofício cobrando explicações da Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) acerca do ar nas tubulações e a disponibilização, pela empresa, de informações diárias sobre as condições dos reservatórios e sistemas que abastecem a capital.

 

Encaminhada em outra audiência, solicitada por Adriano Ventura (PT), que debateu a situação de abandono e deterioração do Cemitério do Bonfim e seu entorno, na região da Lagoinha, os vereadores aprovaram e agendaram para o dia 25 de maio a visita técnica ao local, a fim de verificar pessoalmente as condições denunciadas pelos participantes.

22-04-2015