Fórum Mineiro de Comitês de Bacias Hidrográficas discute escassez hídrica e solução para o problema



Uberaba recebe nesta terça (14) a 38ª reunião do Fórum Mineiro de Comitês de Bacias Hidrográficas. No evento, estarão presentes representantes da Secretaria de Estado de Meio Ambiente, do Instituto Mineiro de Gestão das Águas e dos Comitês de Bacias hidrográficas. Um dos objetivos da reunião é o monitoramento da implementação das diretrizes previstas pelo Pacto de Minas pelas Águas.

 

O diretor de gestão das águas do Igam, Breno Lasmar, explica que as ações norteadoras já saíram do papel e serão compiladas durante o encontro. Está prevista ainda a elaboração de um diagnóstico do uso da água que identificará a exploração hídrica regular e irregular. Estes dados subsidiarão medidas de regularização e fiscalização do uso da água e, com isso, aumentar o controle sobre este recurso natural. “A falta de água é um tema delicado que vem sido trabalhado com transparência pelo Governo do Estado, e o Pacto pelas Águas é um grande avanço porque demonstra o empenho pela solução do problema”, comenta Lasmar.

 

A grave escassez hídrica é hoje um dos principais problemas do estado e vem sendo enfrentada com transparência pelo governo desde janeiro. Conheça agora as principais diretrizes dos Pactos de Minas Pelas Águas:

 

- Revitalizar os rios de Minas

 

- Melhorar a qualidade das águas

 

- Disponibilizar as verbas para o Fundo de Recuperação, Proteção e Desenvolvimento Sustentável das Bacias Hidrográficas do Estado de Minas Gerais

 

- Fortalecer a Secretaria de Estado de Meio Ambiente e o Instituto Mineiro de Gestão das Águas

 

- Divulgar dados sobre a situação hídrica do estado;

 

- Construir um plano de trabalho para acompanhamento das ações previstas pelo pacto

14-04-2015