Comissão discute impactos da crise hídrica na agricultura



A crise hídrica que afeta o Estado e o País é o tema de audiência pública agendada pela Comissão de Política Agropecuária e Agroindustrial da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) para a próxima quarta-feira (25/3/15), às 15 horas, no Auditório. Entre os principais objetivos da reunião estão discutir os impactos da falta de água para os produtores rurais e os entraves para a reserva de água.

 

Segundo o presidente da comissão, deputado Fabiano Tolentino (PPS), que requereu a audiência em conjunto com os deputados Emidinho Madeira (PTdoB), Nozinho (PDT) e Inácio Franco (PV), o gasto de água por habitante no Brasil subiu 10% nos últimos cinco anos, saltando para 166,3 litros/habitante/dia. Para se ter uma ideia, a Organização Mundial de Saúde (OMS) preconiza a média de 110 litros/habitante/dia.

 

Outro problema, de acordo com o parlamentar, é a distribuição da água. “No Brasil, o índice de perda atual é de 37%. Em Minas, esse índice é de 33,7%. Essa perda se deve a registros defeituosos ou desgastados, tubos rachados ou quebrados, juntas corroídas, hidrantes vazando e os famosos 'gatos' feitos na rede hídrica”, aponta o deputado Fabiano Tolentino.

 

Para o deputado, a queda no índice dos reservatórios do País indica que a situação vai piorar. Ele defende a necessidade de redução do consumo por parte da população, tendo como exemplo a solicitação da Copasa de diminuição do gasto em até 30%.

 

Convidados – Foram convidados a participar da audiência o superintendente do Banco do Brasil em Minas Gerais, Otaviano Amantea de Souza Campos; o superintendente federal da Agricultura no Estado, Marcílio de Sousa Magalhães; o secretário de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, João Cruz Reis Filho; o subsecretário de Estado de Agricultura Familiar e Regularização Fundiária, Glênio Martins de Lima Mariano; o superintendente de Política e Economia Agrícola da Secretaria de Agricultura, João Ricardo Albanez; o superintendente estadual em exercício do Banco do Nordeste, Demétrius Monteiro; o presidente da Epamig, Rui da Silva Verneque; o presidente da Emater, Amarildo José Brumano Kalil;o presidente da Federação da Agricultura do Estado de Minas Gerais (Faemg), Roberto Simões; o presidente da Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado de Minas Gerais (Fetaemg), Vilson Luiz da Silva; o coordenador da Câmara Técnica do Seguro Rural do Conselho Estadual de Política Agropecuária, Marcos Melo Meokarem; o presidente do Sindicato dos Produtores Rurais de Unaí, Altir de Souza Maia; e o cafeicultor Irson Ribeiro de Oliveira.

 

23-03-2015