GAT realiza sua primeira reunião em Minas Gerais



O Grupo de Acompanhamento Técnico – GAT, que deve acompanhar a atualização do Plano de Bacia do Velho Chico para o próximo decênio (2016-2025), feita pela empresa Nemus Consultoria, contratada pelo Comitê do São Francisco, se reuniu nesta segunda-feira, 16 de março, em Belo Horizonte (MG). Assuntos como vazão e outorga foram bastante discutidos. Um dos objetivos do GAT é possibilitar que a atualização do Plano seja feita de maneira a contemplar as especificidades dos locais e que represente, ao máximo, o povo da bacia.

 

Durante a reunião, o diretor da Nemus, Pedro Bettencourt Correia, esclareceu uma eterna dúvida das pessoas que vivem na bacia do São Francisco ou com ela trabalham. Trata-se do número efetivo de municípios que integram a região: seriam 504 ou 507?. De acordo com Bettencourt, o motivo da confusão é a semelhança de nomes envolvendo três municípios. O número completo de municípios, portanto, é 507, considerando todas as regiões fisiográficas.

 

Para Alberto Simon, diretor técnico da AGB Peixe Vivo, que mediou os debates na reunião, “ é preciso que o novo plano seja “extremamente fundado em dados técnicos para que estejamos embasados e possamos avançar nas tomadas de decisões”. Já Luiz Alberto Dourado, da Câmara Consultiva Regional do Submédio São Francisco, manifestou sua preocupação com a proliferação desordenada de Pequenas Centrais Hidrelétricas “porque isso vai arrasar a produção de água do Serrado. Nesse sentido, penso que tem que colocar ainda, no documento, as zonas de restrições para concessão de outorgas”, completou.

 

A próxima reunião do GAT está pré-agendada para o dia 14 de maio, em Salvador/ BA. No encontro de hoje, que foi o primeiro realizado pelo grupo, estiveram também Wagner Soares, vice presidente do CBHSF; Edson Ribeiro, da Secretaria de Meio Ambiente do Estado da Bahia; Anselmo Barbosa Caires, da Câmara Consultiva do Médio São Francisco; Túlio Bahia Alves, do Instituto Mineiro de Gestão das Águas; Regina Célia Graco Santos, da CCR do Alto São Francisco; Jaqueline Fonseca e Thiago Campos, ambos da AGB.

19-03-2015