BH recebe hoje a Jornada Nacional sobre Cidades e Mudanças Climáticas



A Jornada Nacional Sobre Cidades e Mudanças Climáticas começa na manhã desta quarta-feira em Belo Horizonte. A partir das 9h, na prefeitura da capital, será discutido o papel das cidades frente às questões climáticas. Entre os assuntos abordados estão a criação de enfrentamento às mudanças no clima com desenvolvimento de baixo carbono, bem como a adaptação das cidades aos efeitos dessas mudanças.

 

A jornada engloba o 5º Encontro Nacional do Fórum dos Secretários de Meio Ambiente das Capitais Brasileiras (CB27) e Cidades do Projeto Urban LEDS. O encontro também inclui atividades em estações do BRT/Move, uma visita ao complexo arquitetônico da Pampulha e ao Estádio Mineirão, na sexta-feira, para a entrega do Selo de Certificação Ambiental da PBH – BH Sustentável.

 

O evento reunirá representantes das capitais brasileiras, do Ministério do Meio Ambiente e especialistas para debater o papel das cidades no enfrentamento às mudanças climáticas, gargalos à ação local no contexto brasileiro e a importância da coordenação entre políticas nas diferentes esferas de governo. Outro propósito da jornada é promover o intercâmbio de experiências entre as cidades e oferecer oportunidades de capacitação.

 

Após a abertura serão iniciadas as palestras, debates e apresentações de casos das cidades brasileiras que, assim como Belo Horizonte, desenvolvem ações voltadas às questões climáticas. O objetivo das discussões é fomentar o debate no âmbito nacional sobre o papel das cidades frente às transformações da natureza, notadamente no que se refere à elaboração de inventário de gases de efeito estufa nas capitais, além de apresentar exemplos e ferramentas para apoiar ações locais.Belo Horizonte já realizou dois inventários de gases de efeito estufa e, com base neles, trabalha o Plano Municipal de Redução de Emissões de Gases de Efeito Estufa/PREGEE, que comporta um conjunto de medidas para viabilizar a redução das emissões sem prejudicar o desenvolvimento econômico da cidade. Com esse objetivo, diretrizes foram formuladas para a gestão ambiental do município, definindo ações de curto, médio e longo prazo que levem a uma economia de baixo carbono, cumprindo as metas do Planejamento Estratégico até 2030.

 

Outro tema que será discutido nesta quarta-feira, durante a tarde, será o Painel Cidades, Adaptação e Resiliência. O coordenador municipal de Defesa Civil, coronel Alexandre Lucas Alves, fará uma apresentação sobre a experiência de Belo Horizonte na gestão de riscos de desastres. Essa experiência fez de Belo Horizonte a vencedora do prêmio Sasakawa 2013, concedido pela Organização das Nações Unidas (ONU). A série de ações, que têm como lema “A Defesa Civil Somos Todos Nós”, reunindo trabalhos de prevenção, preparação e recuperação de áreas para evitar ou minimizar efeitos de desastres naturais.

13-11-2014