Em tempos de crise de recursos hídricos, Minas Gerais é palco do congresso sobre águas subterrâneas



Em outubro, as águas subterrâneas vão emergir na rotina da capital mineira. O XVIII Congresso Brasileiro de Águas Subterrâneas acontece de 14 a 17 de outubro de 2014, no Minas Centro, em Belo Horizonte. Além das discussões científicas e legais sobre a utilização, extração e o uso da água, o evento vai transpor os limites do pavilhão com a exposição gratuita “Venha conhecer o fundo do poço – a água e você”, na Praça da Liberdade, no Savassi, em Belo Horizonte.

 

Esta será, sem dúvida, a edição mais expressiva do evento realizado pela ABAS – Associação Brasileira de Águas Subterrâneas, por interagir com o público e a sociedade mineira, contribuindo com um rico legado à cidade.

 

O congresso acontece em conjunto com o XIX Encontro Nacional de Perfuradores de Poços e a VIII FENÁGUA – Feira Nacional da Água, e tem como tema central Água nas Minas e nas Gerais: Uma riqueza nacional.

 

“Embora a princípio tenha uma conotação regional, trata-se de um tema relevante para todo o Brasil”, destaca o presidente da ABAS, Waldir Duarte Costa Filho. “Apesar da abundância de água em grande parte do território mineiro, o estado também se apresenta com áreas de carência hídrica, principalmente nas regiões norte e nordeste do estado, reforçando a imagem de que Minas Gerais representa uma síntese dos aspectos nacionais, em todo o seu espectro de variabilidade”, avalia.

 

O conhecimento científico, circulação e armazenamento em aquíferos subterrâneos são vitais em qualquer contexto geográfico. A exploração do recurso, seu uso racional e sua preservação são fundamentais para o governo e sociedade.

 

Esta é a segunda vez que o evento acontece em Minas Gerais que foi sede do Congresso em 1992. Nessas duas décadas houve um aumento vertiginoso da demanda para o consumo de água em todo mundo, e uma maior participação das águas subterrâneas no atendimento a esta demanda, com o consequente aumento dos conflitos pelo uso da água em geral.

 

Temas importantes em discussão

 

As questões ambientais envolvendo as águas se multiplicam com o acréscimo de novas fontes de contaminação de solos e de águas subterrâneas e o desenvolvimento de novos cenários de aquíferos contaminados. Por outro lado, o conhecimento hidrogeológico se aprimorou neste período, com a adição de novos temas e o desenvolvimento de melhores técnicas de análise e procedimentos para a solução de problemas.

 

Em Minas existem expressivos mananciais hídricos subterrâneos, representados pelos aquíferos cársticos da bacia sedimentar do São Francisco, pelos aquíferos das formações ferríferas, na região central do estado, e pelos aquíferos sedimentares no Triângulo Mineiro, dentre eles o tão discutido Aquífero Guarani.

 

FENÁGUA e Encontro Nacional de Perfuradores de Poços

 

A realização conjunta da VIII FENÁGUA – Feira Nacional da Água e do XIX Encontro Nacional de Perfuradores de Poços dão ao congresso um perfil único nesse segmento no Brasil, posicionando-o como evento completo para atualização, disseminação de conhecimento e realização de negócios entre profissionais e empresas da área. Estarão presentes na feira as principais empresas fabricantes de equipamentos, ferramental e insumos empregados em perfuração de poços, além de consultores e consumidores de serviços do setor de água subterrânea.

 

Exposição na Praça da Liberdade vai atrair a comunidade

 

A Exposição “Venha conhecer o fundo do poço – a água e você”, aberta para visitação de 11 a 19 de outubro na Praça da Liberdade, na Savassi, em Belo Horizonte, traz como destaque a economia e o desperdício da água. Realizada em parceria com a Prefeitura de Belo Horizonte, vai ressaltar sua importância para a vida e história dos povos. Aberta a todas as idades, a exposição contará com elementos lúdicos de fácil compreensão das crianças.

 

Jovem que colaborou com a perfuração de poços na África é um dos convidados

 

Hoje com 21 anos, Ryan Hreljac realizou primeira ação ainda na escola primária quando juntou 70 dólares para cavar um poço de água na África. Desde então, o jovem já foi responsável pela realização de cerca de 900 poços. Ryan vem pela primeira vez ao Brasil. Coragem e persistência são adjetivos que o definem. A fundação Ryan’s Well (o Poço de Ryan) já permitiu a mais de quinhentas mil pessoas terem acesso a água potável.

 

SERVIÇO

 

XVIII Congresso Brasileiro de Águas Subterrâneas

XIX Encontro Nacional de Perfuradores de Poços

FENÁGUA – Feira Nacional da Água

Quando: 14 a 17 de outubro de 2014

Minas Centro, Belo Horizonte (MG)

 

Realização: ABAS – Associação Brasileira de Águas Subterrâneas

Patrocínio: ANA – Agência Nacional de Águas, Vale e Eurofins

 

www.abas.org/congresso/index.php

01-10-2014