Estiagem em Minas é tema de encontro no Ministério Público



A convite do Ministério Público Federal – MPF, o presidente do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco, Anivaldo Miranda, esteve reunido ontem (10.09) na cidade de Sete Lagoas, a cerca de 70 quilômetros de Belo Horizonte (MG), com o procurador da República Antônio Arthur Barros. O objetivo do encontro foi discutir os problemas decorrentes da intensa estiagem que castiga o estado de Minas Gerais, especialmente nos municípios à jusante da Usina Hidrelétrica de Três Marias, localizada no território mineiro da bacia do São Francisco.

 

Atualmente, o volume de água liberado do reservatório é de apenas 160m3/s da sua vazão defluente, o que vem causando preocupação aos moradores da região, principalmente por conta do perigo de desabastecimento. Na oportunidade, foram discutidos os cenários para o ano de 2015, caso o período de chuvas - que se inicia já no próximo mês de outubro - não seja o esperado para 2014.

 

Participaram também da reunião o consultor contratado recentemente pelo CBHSF para orientar os trabalhos desenvolvidos pelo colegiado, Rodolpho Ramina, bem como a secretária da Câmara Consultiva Regional do Alto São Francisco, Sílvia Freedman.

 

Miranda destacou ainda que estes cenários nortearão a atualização do Plano de Recursos Hídricos da bacia hidrográfica do São Francisco, atualmente em fase de contratação pela agência delegatária do CBHSF, a AGB Peixe Vivo. A previsão é que até o final do ano seja definida a empresa executora, que terá 18 meses para a conclusão dos serviços.

15-09-2014