Após multa, Copasa construirá galerias para conter esgoto lançado em nascente em Patos de Minas



Nesta semana a Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) informou que próximo 15 dias abrirá uma licitação para a construção de galerias para a coleta de esgoto em Patos de Minas, no Alto Paranaíba.

 

A medida será necessária depois que o órgão foi multado em quase R$ 15 mil por conta de esgoto lançado em uma nascente no Bairro Céu Azul que vai para o Córrego do Monjolo e, consequentemente, para o Rio Paranaíba que é um dos formadores do Rio Paranaíba e afluente do Rio São Francisco.

 

O comerciante Luiz Araújo mora próximo a o local e contou que o problema existe há, pelo menos, seis anos.

 

"Esse esgoto vinha emanilhado, era coberto e não existia essa cratera mas, a força da água da chuva fez que desmoronasse e causou esse problema. Na outra margem nós temos mais quatro pontos com esgoto dessa maneira, que caem dentro da nascente", disse.

 

Além disso, o comerciante, que mora a dois metros do local se preocupa com uma cratera que se abriu próximo a casa dele que, de acordo com a última medição do Corpo de Bombeiros, chegou a mas de 10 metros de profundidade.

 

"Toda vez que tem chuva forte a gente levanta, veste uma capa e vem ver a situação porque a gente sabe que tem crianças menores na casa", comentou.

 

Para tentar resolver o problema, Luiz acionou a Polícia de Meio Ambiente na semana passada e registrou um Boletim de Ocorrência (B.O) que rendeu uma multa de quase R$ 15 mil a Copasa.

 

"Todos os boletins referentes ao meio ambiente periodicamente tem que ser enviado ao Ministério Público (MP) e estaremos cumprindo esse artigo da constituição federal sendo que, as providências consequentes disso ai ficarão a cardo do MP", explicou o comandante da Polícia de Meio Ambiente, Edilson Fernandes.

04-09-2014