Estado e Prefeitura de BH instalam Câmara de Meio Ambiente para a Copa 2014

 Diante do desafio de fazer uma Copa do Mundo Verde, foi criada a "Câmara Temática Regional de Meio Ambiente e Sustentabilidade da Copa do Mundo". Técnicos do Governo de Minas e da Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) fizeram a primeira reunião nesta quinta-feira (3), no Centro Mineiro de Referência em Resíduos (CMRR).

Tanto na Alemanha quanto na África do Sul, a Copa seguiu orientações do "Green Goal", em português, Metas Verdes. Trata-se de um programa da Fifa que estimula práticas socioambientais sustentáveis.

Ao transpor os indicadores do "Green Goal" para a realidade regional, a Câmara de Meio Ambiente de Minas Gerais definiu sete temas para os quais serão desenvolvidas ações de sustentabilidade: áreas verdes; redução de emissão de gases de efeito estufa; certificação e educação socioambiental; resíduos sólidos; mobilidade e infraestrutura; iluminação pública e revitalização da Lagoa da Pampulha.

"A vantagem de sediar um evento do porte da Copa é a oportunidade de agilizar e viabilizar financeiramente projetos importantes que beneficiam à sociedade. O foco do Governo é sempre o legado que a Copa vai deixar para os mineiros", ressalta o coordenador do núcleo de planejamento da Secretaria de Estado Extraordinária da Copa do Mundo, Vinícius Lott.

Para cada tema selecionado serão desenvolvidos, até o final de abril, planos de ação por parte da Prefeitura de Belo Horizonte e Governo de Minas, os quais serão pactuados dentro da câmara. Por exemplo, no caso de "áreas verdes", o Governo pretende investir na estruturação de alguns parques naturais, próximos à capital, como destino turístico; já a prefeitura vai priorizar a revitalização do Zoológico e de parques urbanos.

"Agora é preciso que os técnicos ligados a cada um dos temas tracem o plano de ação para que a meta se torne realidade até a Copa de 2014. Essa Câmara também será fundamental para acelerar os processos de licenciamento ambiental", afirmou Weber Coutinho, gerente de planejamento e monitoramento ambiental da PBH.

Além de meio ambiente, o governo federal definiu outras oito câmaras temáticas para a Copa de 2014: cultura e educação; infraestrutura; segurança; saúde; desenvolvimento turístico; promoção comercial e tecnologia; estádios; e transparência. A partir da regionalização da Câmara de Meio Ambiente e Sustentabilidade, a expectativa é que também sejam criados grupos com integrantes da prefeitura e do governo de cada cidade-sede para tratar dos demais temas.