Fantasma do racionamento reduz vazão em Três Marias



Um dia depois de informar que reservatórios no Sudeste/Centro-Oeste estão no mesmo nível de 2001, ONS determina a contenção de água na hidrelétrica no Rio São Francisco

 

O racionamento branco de energia já começou em pelo menos uma usina hidrelétrica do país. Informações obtidas pelo Estado de Minas junto a uma fonte do setor elétrico dão conta de que o Operador Nacional do Setor Elétrico (ONS) determinou uma redução de 30% da vazão efluente (água que sai da represa), da usina hidrelétrica de Três Marias, no Rio São Francisco, que saiu ontem dos habituais 500 mil litros por segundo para 350 mil litros por segundo.

 

A vazão na usina da Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) deverá ser reduzida ainda mais, chegando a 50% do volume normal ou 250 mil litros por segundo. Com a redução do volume de água que sai da represa, o volume de energia produzido também vai cair. A decisão teria sido tomada um dia depois de o ONS divulgar que o nível dos reservatórios das usinas das regiões Sudeste/Centro-Oeste está em 34,66%, nível próximo ao registrado no mesmo período em 2001 (33,45%), ano que houve racionamento de energia.