ANA seleciona instituição para realizar especialização sobre gestão municipal de recursos hídricos



 

Até as 18h do dia 8 de setembro, a Agência Nacional de Águas (ANA) receberá propostas de instituições de ensino para realização de um curso de especialização semipresencial de Elaboração e Gerenciamento de Projetos para a Gestão Municipal de Recursos Hídricos. Podem participar da seleção as instituições que integrem a Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica. As propostas devem ser enviadas para o e-mail gecap@ana.gov.br e ter um valor de até R$ 2.815.000. Só será aceita uma proposta por entidade.

 

Com o curso, a ANA busca capacitar servidores públicos para que eles adquiram conhecimentos que contribuam para melhorar sua capacidade de formular, gerenciar e executar projetos e captar recursos nos setores de saneamento, meio ambiente, agricultura, planejamento, obras e outros relacionados a recursos hídricos.

 

A partir de uma abordagem dos principais conceitos da gestão de recursos hídricos, a especialização visa a apresentar aos alunos os instrumentos de planejamento e gestão municipal e de recursos hídricos para que os técnicos possam integrá-los para uma adequada gestão da água nos meios urbano e rural dos municípios.

 

A instituição selecionada deverá coordenar, planejar, preparar, realizar e avaliar a especialização. Ela terá que ser a responsável direta pelo curso, não podendo delegar a atribuição, o que inclui o projeto pedagógico, o corpo docente e a metodologia. Pelo menos 70% dos professores deverão possuir mestrado ou doutorado e os demais deverão ter, no mínimo, especialização. A primeira turma terá 200 vagas e a segunda contará com 400.

 

Cinco serão os critérios utilizados pela ANA para a seleção: perfil da instituição, plano de ensino do curso, equipe técnica, metodologia de avaliação e estratégia de continuidade, além da proposta financeira.

 

Após a avaliação das propostas pela equipe técnica da ANA, a instituição com a melhor pontuação será visitada pelos especialistas da Agência para verificação das instalações, infraestrutura e para informações adicionais. Caso a entidade esteja em desacordo com o projeto apresentado, ela será desclassificada e o mesmo processo será realizado na instituição classificada na posição seguinte.

Texto:Ascom/ANA