ALMG debate lançamento de esgoto no Córrego Lareira, em BH

 

 

A Comissão de Meio Ambiente e de Desenvolvimento Sustentável da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) promove audiência pública, nesta terça-feira (16/4/13), para debater o lançamento de esgoto doméstico no Córrego Lareira, localizado em área de preservação ambiental no Bairro São João Batista, na região de Venda Nova, em Belo Horizonte. Durante a reunião, também será discutido o motivo pelo qual ainda não foi providenciada, pela Copasa, a instalação da rede coletora de esgoto, mesmo sendo os imóveis regularizados junto aos órgãos públicos. A reunião, solicitada pelo deputado Cabo Júlio (PMDB), será às 10 horas, no Auditório da ALMG.

 

Na justificativa do requerimento, Cabo Júlio explica que os moradores daquela região encontram-se num impasse judicial, já que o Ministério Público do Meio Ambiente responsabiliza-os em ação penal pela poluição do Córrego Lareira com o lançamento do esgoto doméstico, e a Copasa se recusa a fazer a instalação da rede coletora de esgoto. Segundo Cabo Júlio, os moradores pagavam taxa de coleta de esgoto na conta da Copasa e, após reclamação, passaram a ser réus no processo.

 

Foram convidados para a reunião o secretário de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Adriano Magalhães Chaves; o presidente da Copasa, Ricardo Augusto Simões Campos; a secretária Municipal de Meio Ambiente de Belo Horizonte, Carla Vasconcelos; o superintendente interino de Desenvolvimento da Sudecap, José Lauro Nogueira Terror; a presidente da Comissão de Meio Ambiente e Política Urbana da Câmara Municipal de Belo Horizonte, vereadora Elaine Matozinhos (PTB); e a moradora do bairro São João Batista, Arlene Marquesine.