Confira a lista dos principais poluentes que atingem a Pampulha

Coliformes fecais

100% das amostras apresentaram contaminação por esse tipo de bactéria, indicativo de esgoto.

Sua presença aumenta as chances de encontrar outros micro-organismos que provocam doenças como febre tifoide, cólera, gastroenterite, diarreia, hepatites A e B, poliomielite

e disenteria amebiana

Manganês

84,62% dos testes detectaram nível desse metal acima do tolerado, indicativo da dissolução de compostos do solo ou de despejos industriais.Contamina a fauna e obstrui canalizações

Oxigênio dissolvido

84,62% da amostragem tinha níveis muito baixos do gás necessário para a vida aquática. Baixas concentrações tornam o ambiente inóspito para os organismos, provocando mortandade de peixes

Fósforo

69,23% do material colhido tinha esse nutriente, indicativo de esgoto e erosão. Como alimento de bactérias, alta concentração promove a proliferação dos micro-organismos que consomem o oxigênio da água, tornando-a imprópria a vida aquática.

Nitrogênio amoniacal

65,38% dos testes extrapolaram os limites, em um indicativo de lançamentos de esgoto doméstico e industrial.

Possibilita o crescimento excessivo de algas e é tóxico aos peixes

Substâncias tensoativas

65,38% de amostras acima do limite determinado pela legislação para essas moléculas, que denunciam contaminação por detergentes

Demanda bioquímica de oxigênio

61,54% do material analisado supera os limites tolerados. O índice indica déficit de oxigênio, necessário para o equilíbrio das formas de vida aquáticas

Cianobactérias

50% dos testes acima do determinado pela legislação. São micro-organismos que consomem o oxigênio da água, deixando-a mais pobre, além de produzirem toxinas

Ferro dissolvido

42,31% de amostras do metal estavam acima do determinado pela legislação, indicativo de despejos industriais. Contamina a fauna e obstrui canalizações

Sulfeto

19,23% do material analisado supera os limites para esse subproduto de minerais presente em esgoto. Interfere na acidez da água e causa colapso em funções celulares. Pode levar organismos aquáticos à morte e provocar intoxicação em seres humanos