Mais onze municípios mineiros recebem obras da Copasa

Com objetivo de promover melhorias e ampliar os sistemas de abastecimento de água (SAA) e esgotamento sanitário (SES) de cidades mineiras, o vice-governador Alberto Pinto Coelho autorizou, em solenidade realizada no dia 26 de março, na Cidade Administrativa, a Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) a investir R$ 16 milhões em 11 municípios das regiões Norte, Central, Zona da Mata, Sul e Vale do Jequitinhonha.

 

Os recursos fazem parte do Água da Gente, o maior programa de água e esgoto da história do Estado, que garante investimentos de R$ 4,55 bilhões para serem aplicados em saneamento nos 625 municípios da área de concessão da Companhia mineira. Esse montante, anunciado no ano do cinquentenário da Copasa, será destinado à ampliação e implantação de sistemas de água e esgoto, beneficiando, assim, mais de 15 milhões de pessoas, em todo o Estado.

Durante a solenidade de assinatura das Ordens de Serviços, o presidente da Copasa, Ricardo Simões, fez questão de ressaltar o orgulho que sente em assinar as ordens para obras que já estão em condições de serem iniciadas de imediato, afirmando o compromisso de concluí-las com o menor tempo possível.

 

O vice-governador do Estado, Alberto Pinto Coelho, enfatizou que mais do que falar em obras, esses empreendimentos são, antes de tudo, melhorias nas condições de saúde da população. “Só tenho a cumprimentar à Copasa e aos prefeitos por essa conquista tão importante para os municípios”, declarou.

 

O Norte de Minas receberá melhorias significativas em saneamento. Isso porque as cidades de Francisco Dumont e Presidente Juscelino, que já contam com os serviços de abastecimento de água prestados pela Copasa desde 1974 e 1983, respectivamente, passarão a usufruir também dos serviços de esgotamento sanitário fornecidos pela companhia. Em ambas as cidades, os empreendimentos contemplarão a implantação de redes coletoras, interceptores, estações elevatórios, além de ETEs que tratarão 100% do esgoto coletado. Em Presidente Juscelino, os investimentos giram em torno de R$ 3 milhões, enquanto em Francisco Dumont, esse valor ultrapassa os R$ 5 milhões.

 

R$ 2,4 milhões é a cifra aproximada que será aplicada na ampliação do sistema de esgotamento sanitário de Carbonita, no Vale do Jequitinhonha. Serão implantados de 5.610 metros de interceptores, uma estação elevatória de esgoto, além da melhoria da ETE.

 

Em Pirapetinga, localizada na Zona da Mata, todo o sistema de abastecimento de água será ampliado. O recurso de R$ 1,8 milhão, destinado à cidade, será aplicado na construção de estação de tratamento de água em ferrocimento com capacidade de 5,6 milhões de litros por dia; construção de casa de química; tanque de produtos químicos; tanque de contato; um reservatório em concreto de com capacidade para um milhão de litros de água; além da implantação elevatórias de água tratada, 287 metros de adutora de água bruta, mais de 616 metros de adutora de água tratada e 4 quilômetros de rede de distribuição de água.

 

No Sul de Minas, as cidades de Areado, Cabo Verde, Carmo da Cachoeira, Caxambu, Cruzília e Natércia, também receberão investimentos da Copasa. Em Areado, o SAA será ampliado com a implantação de 9,8 quilômetros de redes; dois Reservatórios com capacidade total para 740 mil litros de água; além da montagem e instalação de padrões e ramais prediais de água. Nesse empreendimento, serão investidos mais de R$ 1,5 milhão.

 

Em Cabo Verde e Cruzília, os recursos somam R$ 938 mil que serão aplicados na implantação dos sistemas de esgotamento sanitário. Somente em Cabo Verde serão investidos cerca de R$ 611 mil na implantação de mais de 654 metros de interceptores; 750 metros de redes coletoras; duas estações elevatórias; 420 novas ligações, além da melhoria na Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), do laboratório e do Escritório local da cidade. Em Cruzília, os recursos de R$ 328 mil serão aplicados na implantação de mais de dois quilômetros de redes coletoras, além da montagem de 2 mil novas ligações.

 

Na cidade de Natércia serão investidos cerca de R$ 327 mil nas obras de expansão da capacidade de atendimento do SES da cidade, com a implantação de 2,2 quilômetros de redes coletoras e 2.100 novas ligações prediais.

O sistema de abastecimento de água de Caxambu também será ampliado. Com investimentos de mais de R$ 200 mil, serão implantadas adutoras de água tratada e redes de distribuição, além de uma travessia pelo método não destrutivo.

 

Carmo da Cachoeira receberá recursos de aproximadamente R$ 260 mil que serão aplicados nas obras de melhorias do sistema de esgotamento sanitário da cidade, com a implantação de 1.380 metros de redes coletoras, além da montagem de 1.140 novas ligações.

 

Na Região Central será investido mais de R$ 200 mil na cidade de Conselheiro Lafaiete, com obras de ampliação e melhoria nos sistemas de abastecimento de água dos bairros Jardim Europa e Topázio. Nesses locais serão implantados mais de 2,9 quilômetros de redes de distribuição, além de dois reservatórios com capacidade total para 25 mil litros de água.