Mineradora assina protocolo de R$ 6 bi para explorar ferro

A mineradora Manabi assinou com o governo de Minas protocolo de investimento de R$ 6,25 bilhões para implantação do complexo minerário em Morro do Pilar e Santa Maria de Itabira, na região da Serra do Cipó.

 

O projeto compreende a abertura de duas minas de exploração de minério de ferro com potencial produtivo de 31 milhões de toneladas de minério de ferro, além de um usina de beneficiamento - já que o minério possui baixo teor de concentração.

 

Também está previsto no projeto a construção de um mineroduto, que levará o minério de ferro até o porto, previsto para ser construído em Linhares (ES). A empresa ainda avalia se constrói o mineroduto até o Estado capixaba ou se leva o minério pelo duto por cem quilômetros, até Ipatinga, no Vale do Aço, e usa a Estrada de Ferro Vitória Minas (EFVM) até Vitória e, depois, um ramal até Linhares.

 

A perspectiva é que o empreendimento gere mais de 8.000 empregos, diretos e indiretos, nos municípios de Morro do Pilar e Santa Maria de Itabira. Atualmente, a empresa ainda aguarda as liberações ambientais para dar início às obras. A previsão é que a planta entre em operação em 2016.

 

Empresa. A Manabi foi formada em 2011, quando a empresa, formada por fundos de pensão canadenses e coreanos, adquiriu, por R$ 546 milhões, os ativos minerários da antiga Morro do Pilar Mineração.

 

A companhia chegou a sinalizar que lançaria ações na bolsa de valores, mas desistiu da operação.