Projeto do CBH Rio São Francisco em Pompéu - MG: barraginhas, estradas recuperadas e nascentes protegidas

Estão em andamento no município de Pompéu - MG, diversas obras previstas nos Projetos de Recuperação Hidroambiental da Bacia do Rio São Francisco. Até o momento mais de 100 barraginhas já foram construídas, duas nascentes demarcadas e 20 km de estradas recuperadas na região da sub-bacia do Rio Canabrava.

 

O projeto, apresentado à CCR Alto SF por meio do CBH-SF4 e aprovado pela Diretoria Colegiada do CBHSF, é uma parceria entre o CBH-SF, CCR do Alto SF, CBH-SF4 e AGB Peixe Vivo, e irá beneficiar toda a região do município por meio do controle dos processos erosivos, adoção de práticas de conservação de solo, cercamento de áreas de preservação permanente, curva de nível, adequação de estradas rurais, proteção das nascentes, bacias de contenção de águas pluviais (barraginhas) e lombadas. Outros 21 projetos aprovados em 2011 e 24 previstos para 2012 também estão em fase de definição, execução, contratação ou já foram concluídos ao longo da bacia do São Francisco. Conheça outros projetos no site do Comitê: clique aqui.

 

As obras estão sendo executadas pela Neogeo Geotecnologia Ltda e fiscalizadas pela Gama Engenharia, empresas contratadas pela AGB Peixe Vivo com recursos arrecadados da cobrança pelo uso da água da Bacia Hidrográfica do rio São Francisco.

 

Só no município serão investidos R$ 1.140.000,00 (um milhão cento e quarenta mil reais).

 

Sobre os Projetos hidroambientais

 

Os projetos hidroambientais são aqueles voltados para a recuperação e conservação de nascentes, cursos d’água e todo o ecossistema que alimenta e mantém vivos os nossos rios. São projetos que buscam a manutenção da quantidade e da qualidade das águas de uma bacia hidrográfica, preservando suas condições naturais de oferta de água. Se uma nascente ou pequeno riacho pode secar por estar desmatado, pisoteado ou assoreado, os projetos hidroambinetais atuam para evitar ou reverter essa degradação. De acordo com Alberto Simon, Diretor Técnico da AGB Peixe Vivo, os projetos hidroambientais podem ser entendidos a partir de três linhas de ação:

 

1- Proteção de nascentes com cercamentos;

2- Adequação de estradas vicinais, com a construção de bacias de contenção de água de chuva (barraginhas);

3- Construção de terraços e curvas de nível em morros e encostas.

 

Os Projetos Hidroambientais se diferenciam dos grandes projetos de saneamento básico e ambiental, que buscam a melhoria da qualidade da água através da coleta e tratamento dos esgotos. Os projetos hidroambientais se caracterizam pela ação pontual em pequenas áreas espalhadas por uma bacia hidrográfica, geralmente em suas nascentes, para garantir que suas condições naturais sejam preservadas.

 

Fonte: Assessoria de imprensa CBH SF4