IEF realiza consulta pública sobre criação do Monumento Natural Estadual Pico do Ibituruna

O Instituto Estadual de Florestas (IEF) realiza consulta pública para criação do Monumento Natural Estadual Pico do Ibituruna, no município de Governador Valadares. Até o dia 17 de março, informações e documentos técnicos sobre a unidade de conservação proposta estarão disponíveis para que representantes das comunidades, instituições públicas e privadas de todo o Estado conheçam e opinem sobre o projeto.

Os documentos com as informações sobre a unidade de conservação estão disponíveis na aqui. As informações também se encontram a disposição dos interessados na sede do IEF em Belo Horizonte (rodovia Prefeito Américo Gianetti, s/n, Edifício Minas, 1º andar, bairro Serra Verde), no Regional Rio Doce em Governador Valadares e na Prefeitura de Governador Valadares (Rua Barão do Rio Branco, 337, Centro).

Segundo a gerente de Criação e Implantação de Áreas Protegidas do IEF, Mariana Gontijo, a criação do Monumento Natural garantirá maior proteção à área já tombada pela Constituição Estadual e que também abriga uma Área de Proteção Especial (APE) dos mananciais ali existentes. "O que acontece agora é a legitimação em unidade de conservação ambiental, nos moldes previstos pela Lei Federal", explica.

Mariana Gontijo observa que a proposta para criação de uma unidade de conservação de proteção integral vem sendo amplamente debatida com a sociedade de Governador Valadares. "O IEF vem realizando há algum tempo reuniões e estudos em parceria com instituições como os Ministérios Públicos Estadual e Federal, a Prefeitura Governador Valadares e representantes de moradores do Pico da Ibituruna", afirma.

Características
A área proposta para criação do Monumento Natural do Pico do Ibituruna é de 1.076,211 hectares. Está inserido no bioma Mata Atlântica e é o maior remanescente florestal contínuo do município de Governador Valadares. A região é um dos mais importantes mananciais dos recursos hídricos da região do rio Doce e é fonte de abastecimento de água para a população local.

O Pico do Ibituruna, com seus 1.123 metros de altitude, é um dos principais locais do mundo para a prática de vôo livre (asa delta e paraglider) com projeção internacional. A área também recebe um grande número de praticantes de escalada, além de turistas interessados em conhecer suas belezas naturais.

Fonte: Ascom Sisema