Protesto pelo Código Florestal marca abertura do Fórum Social Temático em Porto Alegre

Ativistas que participaram ontem (24) da marcha de abertura do Fórum Social Temático (FST), pelas ruas de Porto Alegre, não se deixaram abater pelo calor de 35 graus Celsius e um temporal. Participantes protestaram para chamar atenção para a morte das florestas brasileiras por causa das mudanças no Código Florestal, aprovadas no ano passado.

Com público eclético, a marcha refletiu a diversidade dos debates que vão acontecer ao longo da semana, focados principalmente na crise econômica internacional e na preparação para a Conferência das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20, marcada para junho, no Rio de Janeiro.

"Cada vez agregamos mais segmentos nessa briga, outros movimentos sociais, inclusive os trabalhadores da agricultura familiar. Chega de hipocrisia, vamos denunciar toda essa chantagem que vem sendo feita pelos ruralistas contra o governo e contra a sociedade", disse o diretor da SOS Mata Atlântica.

A marcha abriu oficialmente a programação do FST, que, até domingo (29), deve reunir cerca de 30 mil pessoas em quase mil atividades em Porto Alegre e em mais três cidades da região metropolitana da capital gaúcha.