Projetos hidroambientais financiados com recursos da cobrança pelo uso da água na Bacia do Rio São Francisco

Três projetos para a recuperação da Bacia do Rio São Francisco a serem financiados com recursos da Cobrança pelo Uso dos Recursos Hídricos já estão em fase de detalhamento. Eles fazem parte de uma lista de 22 projetos prioritários aprovados pelos membros do CBH São Francisco durante plenária ocorrida em Bom Jesus da Lapa, Bahia, em novembro de 2011. Os projetos foram indicados pelas Câmaras Consultivas Regionais do Comitê, as CCR, e avaliados pela empresa TCBR, contratada pela AGB Peixe Vivo para a análise, detalhamento e elaboração dos Termos de Referência, que serão então utilizados nas licitações para selecionar as empresas que irão executar as obras definidas.

Nos dias 10, 11 e 12 de janeiro, os três primeiros projetos foram visitados mais uma vez pela equipe da TCBR. O trabalho de campo e as reuniões sobre os projetos também contaram com a presença do Diretor Técnico da AGB Peixe Vivo, Alberto Simon, com representantes locais que irão acompanhar o processo, além do apoio da Coordenadora da CCR do Alto São Francisco, Delvane de Freitas.

Reunião da equipe na sede da CCR Alto

Reunião da equipe na sede da CCR Alto
Os três projetos encontram-se na região do Alto São Francisco. São eles:

- Revitalização e recuperação das nascentes do rio Jatobá - Buritizeiro MG
- Revitalização e recuperação das nascentes do córrego da Onça - Pirapora MG
- Projeto Sub-bacia do Rio das Pedras - recuperação de áreas degradadas com as construções de terraços e barraginhas - Guaraciama MG
Prazos para licitação e execução das obras

Segundo Alberto Simon, Diretor Técnico da AGB Peixe Vivo que está acompanhando o desenvolvimento dos trabalhos junto à TCBR, a fase iniciada é de detalhamento e necessita do apoio das pessoas e entidades que propuseram os projetos. O apoio, nesse caso, refere-se à disposição para receber as equipes, auxiliar nos levantamentos, definir cronogramas e outras atividades específicas de cada região. Segundo Simon, ser tudo correr como previsto, "a expectativa é que pelo menos dez projetos estejam em fase de licitação já em março deste ano."
22 projetos aprovados pelo Comitê da Bacia do Rio São Francisco

Os 22 projetos serão os primeiros investimentos com recursos da cobrança no Rio São Francisco aplicados em ações hidroambientais, como na revitalização de nascentes, proteção de mananciais, recuperação de áreas
degradadas, construção de barraginhas e outras. São projetos pontuais e de orçamento relativamente baixo se comparados a grandes obras estruturais, como a construção de Estações de Tratamento de Esgoto, por exemplo. Mesmo assim, os 22 projetos representam demandas prioritárias nas regiões onde se encontram e irão gerar resultados efetivos para a melhoria das condições hidroambientais em cada localidade.