Projeto do Programa Produtor de Água ganha Prêmio Melhores Práticas em Gestão Local da Caixa

O Conservador das Águas, um dos projetos do Programa Produtor de Água da Agência Nacional de Águas (ANA), foi o vencedor do Prêmio Melhores Práticas em Gestão Local da Caixa Econômica Federal. A cerimônia de premiação aconteceu no Teatro Cultural da Caixa, no dia 12 de dezembro, em Brasília, e contou com 200 inscritos. O Conservador das Águas, do município de Extrema (MG), beneficia uma população de 14 milhões de habitantes, concorreu com outros 27 projetos e foi o vencedor na categoria "Gestão Ambiental e Saneamento", premiado com um troféu e ampla divulgação, por parte da Caixa, em filmes, publicações, exposição fotográfica, etc.

A parceria da ANA com The Nature Conservancy (TNC), Instituto Estadual de Florestas (IEF), Prefeitura Municipal de Extrema (MG) e com o Governo do Estado de Minas Gerais para o projeto Conservador das Águas foi estabelecida em 2006, e atualmente remunera cerca de 150 produtores rurais que adotam práticas sustentáveis de manejo de solo e água, de acordo com os objetivos do programa*.

O Programa Produtor de Água visa a incentivar a compensação financeira aos produtores rurais que, comprovadamente, contribuam para a proteção e recuperação de mananciais, gerando benefícios para a bacia hidrográfica e para sua população.

Os objetivos do Produtor de Água são claros: redução da erosão, melhoria da qualidade da água e aumento das vazões dos rios.

O modelo de Pagamento por Serviços Ambientais (PSA) vem logrando êxito. A Agência Nacional de Águas contabiliza a implantação do Programa Produtor de Água em oito Estados brasileiros (Mato Grosso do Sul, Santa Catarina, Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo, Espírito Santo, Tocantins e Paraná) e recentemente no Distrito Federal, na bacia do ribeirão Pipiripau.

Desde sua criação, o Produtor de Água vem estimulando a adoção de práticas que visem à proteção hídrica no País. A contrapartida é a remuneração ao produtor rural que comprove os benefícios em sua propriedade.

Para que o Programa exista, é necessário que haja um arranjo local entre a ANA, o Governo do Estado, a Prefeitura Municipal e o comitê de bacia hidrográfica local, além da adesão dos produtores rurais da região. A educação e a conscientização ambiental sobre a importância do projeto são fundamentais para o engajamento da sociedade na busca de parceiros em potencial e de soluções para o manejo sustentável de água e solo.

Para conhecer um pouco mais sobre o Programa Produtor de Água acesse: http://www.ana.gov.br/produagua/.

* São objetivos do projeto Conservador das Águas: aumentar a cobertura vegetal nas sub-bacias hidrográficas e implantar micro corredores ecológicos; reduzir os níveis de poluição difusa rural, decorrentes dos processos de sedimentação e eutrofização e de falta de saneamento ambiental; difundir o conceito de manejo integrado de vegetação, solo e da água na bacia hidrográfica do rio Jaguari; e garantir a sustentabilidade socioeconômica e ambiental dos manejos e práticas implantadas, por meio de serviços ambientais aos proprietários rurais.